Áudio revela provocação de Moro ao advogado de defesa de Lula


moro-20-capa

Um áudio gravado revela uma provocação feita pelo juiz Sergio Moro, da Lava Jato, ao advogado Cristiano Zanin Martins que defende o ex-presidente Lula.

O depoimento ocorreu na última sexta-feira (16), por videoconferência na Justiça Federal em Curitiba.

O site Pragmatismo Político destaca que o final da sessão foi marcado pelo depoimento da testemunha de acusação, José Afonso Pinheiro, ex-zelador do condomínio onde fica o tríplex no Guarujá, litoral paulista, atribuído ao ex-presidente. Segundo a publicação, ele teria ofendido os advogados de defesa ao gritar “bando de lixo”, e não foi repreendido pelo ato.

No áudio, é possível ouvir o juiz provocando Zanin antes do término da audiência. “Vamos ver se não vai sofrer queixa-crime, ação de indenização, a testemunha, né, por parte da defesa”, diz. O advogado de defesa de Lula, então, responde: “Depende… Quando as pessoas praticam atos ilícitos elas respondem por seus atos. Eu acho que é isso o que diz a lei.”

Em outro trecho, Sérgio moro disse, em tom de provocação, que “a defesa entra contra todo mundo, com queixa-crime, indenização”.

Moro teria dito a frase por conta da ação movida pela defesa do ex-presidente que pede R$ 1 milhão de indenização contra o procurador Deltan Dallagnol, coordenador da Operação Lava Jato.

As provocações continuam com Zanin, ao dizer para o juiz: “Eu acho que ninguém está acima da lei. Da mesma forma como as pessoas estão sujeitas a determinadas ações, as autoridades também devem estar”. “Tá bom, doutor. Uma linha de advocacia muito boa”, responde Moro.

“Faço o registro de Vossa Excelência e recebo como um elogio”, completa Zanin.

Fonte: Notícias ao Minuto