Caminhão invade feira de Natal em Berlim e deixa mortos e feridos


caminhao-berlin-capa

Um caminhão invadiu uma feira de Natal nesta segunda-feira (19) em Berlim, na Alemanha. Segundo a polícia, há nove mortos e “muitos feridos”. De acordo com a rede CNN, são mais de 50 pessoas feridas.

Ainda não está claro por que o caminhão saiu da avenida em que estava e entrou na área da feira, que acontece na praça Breitscheid, perto da avenida Kurfürstendamm, na parte Ocidental de Berlim.

A polícia informou que uma pessoa foi presa perto do parque Tiergarten, suspeita de ser o motorista do caminhão, e que um passageiro do veículo morreu no local. O caminhão tinha placa polonesa e nele foram encontradas barras de aço, disse a polícia.

Após a prisão do dosuspeito, a polícia informou que não havia mais nenhuma situação de perigo na região da praça, mas cerca de uma hora depois disse que estava checando “um item suspeito” numa rua ao lado da praça.

A Casa Branca repudiou o que “parece ser um ataque terrorista” em Berlim.

O caminhão entrou na feira por volta das 20h locais (17h, no horário de Brasília), quando muitos turistas e moradores faziam compras. A praça fica ao pé da igreja Kaiser Wilheim, parcialmente destruída na Segunda Guerra Mundial e mantida como memorial.

Viaturas da polícia e ambulâncias foram rapidamente para o local, conforme uma grande operação de segurança se desdobrava. O prefeito Michael Müller, que também está no local, disse que ainda não se sabe o motivo da invasão.

A agência de notícias dpa afirma que foi informada pela polícia que o caso está sendo tratado como um ataque. Mas a informação ainda não foi confirmada oficialmente.

A polícia de Berlim pediu que os moradores fiquem em casa, deixem as ruas da região livres e não espalhem rumores nem vídeos, para não atrapalhar as investigações.

“Escutei um barulho forte e então fui em direção à feira de Natal e vi muito caos… muitas pessoas feridas”, disse Jan Hollitzer, vice-editor do jornal Berliner Morgenpost, à CNN. “Foi realmente traumático.”

“Estamos em luto e esperamos que os muitos feridos recebam a ajuda necessária”, disse o porta-voz da chanceler Angela Merkel, Steffen Seibert, em sua conta no Twitter.

Fonte: G1