Com gastos de mais R$ 6 milhões do Governo, Melo e Adail reinauguram Porto de Coari feito pelo Estado, que desabou


inaugura coari 2

José Melo faz discurso, sob os olhares de Adail Pinheiro, ladeado por seu filho Adail Pinheiro Filho, representante de Coari em Manaus.

O primeiro valor gasto foi de R$ 64, 5 milhões, segundo consta em documento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNTI), datado de 4 de março e 2009, época em que era ministro Alfredo Nascimento. No documento está registrado que este montante de recursos teria sido repassado para o Governo do Estado para a construção dos Terminais Hidroviários dos municípios de Autazes, Boca do Acre, Borba, Coari, Itacoatiara, Lábrea, Manacapuru, Manicoré, São Raimundo, Tabatinga e Tefé. O DNIT aponta como “órgão executor das obras a Secretaria de Infraestrutura do Governo do Amazonas”. No segundo semestre de 2011, o Terminal Hidroviário foi inaugurado e, em janeiro de 2012, a exemplo de outros portos no interior do Estado, ele desabou.

Neste período era prefeito de Coari, Arnaldo Mitouso, e o Governo do Estado até acenou com a possibilidade de refazer a obra já que feita pelo próprio Governo – gerou inclusive desavenças entre Omar Aziz e Alfredo Nascimento, um empurrando para o outro a responsabilidade pelos portos que estavam indo para o fundo dos rios em todo o interior do Estado. Mas, tudo não passou de mero aceno do Governo de que iria assumir a responsabilidade. O porto ficou mesmo no fundo do rio até ano passado, em 2013, quando assumiu a Prefeitura de Coari, Adail Pinheiro. O Governo prontamente desembolsou mais R$ 6 milhões.

No dia 27 de dezembro, foi a Coari o governador em exercício, José Melo (denominação dada ao vice-governador nos releases oficias repassados pela Prefeitura de Coari) que, lado a lado com Adail Pinheiro, fez a reinauguração do Terminal Hidroviário. Além de Melo, estavam presentes o deputado federal Átila Lins e o superintendente Sabá Reis, da Administração das Hidrovias da Amazônia Ocidental (AHIMOC). Em todas as fotos oficiais também está Adail Pinheiro Filho, identificado como representante de Coari em Manaus, o que caracteriza nepotismo, a contratação de parentes na administração pública. (Any Margareth)

inaugura coari 3

Melo e Adail, andado lado a lado

inaugura coari 1

Todo mundo com a mão na fita de reinauguração do Porto de Coari: Adail, Melo, Átila, Sabá Reis e até Adail Filho