Com novo golpe, quadrilha já roubou R$ 100 mil de caixas eletrônicos


novo-golpeUma nova modalidade de golpe de roubo a banco vem sendo aplicada no Rio Grande do Sul e intriga a polícia. Os ladrões furtam dinheiro dos caixas eletrônicos com o uso de um aparelho eletrônico e sem chamar a atenção dos clientes, como mostra a reportagem do Teledomingo, da RBS TV (veja no vídeo ao lado).

Só no estado, a polícia calcula que a quadrilha já furtou mais de R$ 100 mil. O bando escolhe caixas eletrônicos bem específicos para serem alvos. De acordo com as investigações, só há registros de furtos onde os terminais são mais antigos. São nestes equipamentos que os bandidos conseguem dar um comando para que o dinheiro seja liberado.

“Eles têm algum tipo de conhecimento do equipamento, e conseguem a liberação dos valores, o que dificulta para a instituição financeira verificar o prejuízo, porque o valor não sai de conta bancária. Na verdade tem que fazer uma contabilidade do dinheiro que existe no equipamento para saber que houve uma retirada sem o respectivo registro em contas bancárias”, esclarece o delegado Sandro Meinerz.

Em uma das ações, em Caxias do Sul, na Serra gaúcha, no dia 2 de fevereiro, fotos mostram um dos bandidos cometendo o crime. Ele furtou uma quantia não revelada pela polícia. Em outro flagrante, em Santa Maria, na Região Central do estado, câmeras de vigilância gravaram toda a ação. O assaltante entrou na agência às 21h16 da noite do dia 6 de fevereiro. Ele cobre as câmeras dos terminais para evitar ser identificado, mas não se intimida com a câmera instalada no teto, que continua gravando.

Sem quebrar nada e usando equipamentos eletrônicos, através de um sistema que a polícia ainda não identificou, o golpista invade o caixa eletrônico. Ele parece acessar uma tela diferente da de um caixa eletrônico convencional. Fingindo estar fazendo um saque, ele não se importa com a chegada de clientes.

Apesar de silenciosa, a operação é demorada: leva mais de duas horas. O criminoso fica no local até o sistema da agência fechar. Como não consegue levar o dinheiro, volta na manhã seguinte. Dessa vez, deixa a agência bancária levando R$ 40 mil.

Quadrilha agiu em pelo menos 10 cidades do estado

Na semana passada, quatro homens foram presos em Ijuí, no Noroeste do estado. Com a quadrilha, os policiais encontraram tablets, mini-teclados, adaptadores de entradas USB, um notebook e R$ 4 mil.  Também foram encontrados comprovantes de depósitos em diversas agências bancárias.

Os policiais acreditam que o dinheiro tenha sido depositado em contas bancárias de outros integrantes do bando. O delegado Sandro Meinerz afirma que vai pedir a prisão preventiva dos suspeitos. “Não se sabe se essa é a única quadrilha que age, mas o que se sabe é que essas quatro pessoas agiam juntas, fizeram esse roteiro todo descrito e estão recolhidas no presídio de Ijuí”, reforça.

O delegado diz que o grupo já agiu em bancos de pelo menos dez cidades gaúchas: São Luiz, Vacaria, Caxias do Sul, Charqueadas, Santa Cruz, Vera Cruz, Santa Maria, Santiago, Vitória das Missões, Santo Ângelo. A polícia acredita que os integrantes tenham vindo de estados como mapa em transparência deles se espalhando São Paulo, Paraná e Ceará, e que furtos tenham ocorrido também nos outros dois estados do Sul do país.

A Polícia Civil ainda investiga para saber como o dinheiro é sacado e emitiu um alerta para as agências bancárias tomarem precauções quanto aos caixas eletrônicos. Em nota, a Associação dos Bancos do Rio Grande do Sul disse que se trata de uma situação isolada e que trabalha em cooperação com a polícia para a prisão dos bandidos.

Fonte: G1