Contra a concorrência com o Uber, taxistas pedem ajuda à Comissão de Transportes da Assembleia


taxistas-dallas-1-capa

A chegada do aplicativo Uber à Manaus, que permite o transporte individual remunerado de passageiros, foi um dos temas discutidos nesta quinta-feira (15) na reunião da comissão de Transporte e Trânsito da Assembleia Legislativa do Amazonas.

A reunião teve a presença de representantes do sindicato dos Taxistas e Manaus, que apresentaram um relatório com as necessidades da categoria.

Entre os dados apresentados pelos taxistas está o risco da chegada do aplicativo Uber à Manaus. De acordo com o 2º secretário do sindicato dos Taxistas, José Carlos Sousa, a categoria já sofre com a concorrência desleal com os mototaxistas, veículos de frete e taxis clandestinos (que não possuem licença da prefeitura).

“A concorrência está cada vez mais acirrada e desleal. A chegada do Uber pode acabar de vez com o serviço de taxi em Manaus. Estamos buscando apoio para impedir o funcionamento do Uber”, destaca José Carlos.

Outro ponto discutido foi a criação de pontos de taxi nas áreas externas dos shoppings. Der acordo com José Carlos, alguns centros de compras cobram até R$ 10 mil das empresas de rádio taxi para instalação de pontos ao lado dos shoppings.

“Alguns shoppings estão usando lugares públicos como se fossem particulares. As áreas externas dos shoppings não podem ser alugadas”, denunciou o sindicalista.

O presidente da comissão de Transporte e Trânsito da Aleam, deputado Wanderley Dallas, concordou que os taxistas precisam de apoio para resolver os problemas do setor. “Existe uma grande concorrência e as regras que coordenam o transporte de passageiros não são respeitadas”, afirmou Dallas.

O parlamentar confirmou a realização de uma audiência pública, na Aleam, com a participação de todos os setores envolvidos no transporte de passageiros em Manaus e outros municípios da Região Metropolitana.

A reunião acontecerá dia 14 de fevereiro, no reinício das atividades da Assembleia Legislativa após o recesso parlamentar de fim de ano.

Fotos: Dicom/Aleam

Texto: Assessoria de Imprensa do deputado