Eduardo debate setor agrícola com produtores rurais


Representantes do setor primário se reuniram com o candidato a governador do estado pela coligação “União pelo Amazonas”, Eduardo Braga, na noite desta segunda-feira (21/08), a fim de discutir medidas que possam solucionar os problemas enfrentados pelos produtores rurais.

Durante o encontro, Eduardo ouviu de produtores e de servidores públicos do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal do Amazonas (Idam) quais dificuldades têm sido enfrentadas por eles devido à crise econômica e à falta de atenção por parte do governo do estado.

“No momento em que o Amazonas vive o desemprego, um dos caminhos que se tem para gerar emprego e renda é o setor primário. Quanto mais a gente produzir os alimentos que a gente consome, mais isso fará bem para o nosso estado”, explicou Eduardo.

O ex-presidente do Idam, Edmar Vizzoli, relembrou programas desenvolvidos por Eduardo enquanto governador que impulsionaram o crescimento do setor primário no estado. “O Eduardo ampliou de 29 para 64 o número de escritórios do Idam em todo o estado, incentivou as feiras, levou o Luz para Todos, o Programa de Regionalização da Merenda Escolar, a carteirinha do produtor rural. Deu possibilidade a famílias isoladas terem acesso a políticas públicas melhorando a vida deles”, disse.

O diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural do Idam, Luís Herval, também enfatizou medidas tomadas durante o governo de Eduardo Braga que precisam ser retomadas para beneficiar a agricultura. “Você, Eduardo, devolveu nossa dignidade. Acreditamos muito no seu trabalho e na sua equipe. Os produtores nesse momento estão passando por situações muito difíceis e com o seu retorno, a gente acredita que os programas sejam retomados”, desabafou.

Eduardo lembrou que a agroindústria pouco se desenvolveu no estado do Amazonas nos últimos anos, expôs suas propostas para o setor e reafirmou seu compromisso com os produtores rurais do Amazonas.

“Muitos dizem que sou contra a agricultura porque defendo o meio ambiente. Isso não é verdade. Eu defendo porque nos locais onde a agricultura tomou conta sem o devido cuidado com a natureza, as plantações estão morrendo sem água”, ressaltou o candidato.

Além das propostas para o setor primário, Eduardo também falou sobre a valorização do servidor público e se comprometeu, que caso seja eleito, não irá aderir ao novo calendário de pagamento que deixará os servidores mais de 50 dias sem receber.

“Se eleito, vamos continuar com o pagamento dos servidores como é feito hoje. Não aceitamos que o servidor público do estado passe mais de 40, 50 dias sem receber seu salário. É um absurdo o que estão tentando fazer com quem se dedica tanto ao trabalho e precisa do salário”, concluiu Eduardo.

Fotos: Divulgação 

Assessoria de Comunicação

Esta matéria é de total responsabilidade do candidato

Agenda: (22/08)

Eduardo Braga

09h30min – gravação programa eleitoral

17h – flash

19h – reunião com jovens e artistas locais

Marcelo Ramos

Pela manhã – reuniões internas

19h – reunião com jovens e artistas locais