Em resposta ao veto de Melo, policiais civis anunciam: delegacias serão fechadas a partir de sexta-feira (ouvir áudio)


Em resposta à decisão do governador José Melo de vetar a emenda ao Orçamento do Estado, aprovada por unanimidade pela Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), para pagamento do denominado escalonamento remuneratório – parcelamento do reajuste de salários determinado, conforme determinado em Lei aprovada em 2014 – os policiais civis decidiram que vão iniciar um movimento de protesto fechando as delegacias denominadas de “centrais de flagrante”, num total de 11  espalhadas em todas as zonas da cidade – oito DIPs e três especializadas.

Essa posição do Sindicato dos Funcionários da Polícia Civil do Estado do Amazonas (Sinpol) veio através de áudio enviado ao Radar. ‘Isso é para mostrar ao governador que ele precisa respeitar aqueles que dão a vida pela segurança dos outros. É preciso ter responsabilidade. Nós do Sinpol estaremos na luta para manter o nosso reajuste conforme acordado em 2014. Nós não deixaremos esse direito ser cerceado jamais”, explica liderança da categoria.

Os policiais civis anunciam: “Estamos avisando toda a população e a imprensa que estaremos fechando as delegacias sem atendimento de ocorrências, principalmente as centrais de flagrante”. (Any Margareth)