“Estamos isolados há 35 anos”, diz David Almeida no Fórum Nacional de Governadores


O governador Davi Almeida, durante a 15ª edição do Fórum de Governadores da Amazônia Legal, nesta sexta-feira, dia 11 de agosto, em Cuiabá (MT) disse que a não conclusão da BR-319 tem imposto ao Amazonas um isolamento de 35 anos. Segundo Davi Almeida, esse é um dos entraves para o desenvolvimento da região.

Uma prova disso, conforme explicou o governador, é que o Amazonas caminha para se tornar um grande produtor de peixe em cativeiro, mas questões de logística, como a falta de estradas para escoamento, são um problema para alavancar este e outros setores da economia.

“Estamos buscando caminhos para viabilizar atividades produtivas no Amazonas. O Estado tem as condições naturais, técnicas e políticas para ser forte economicamente e dar ao povo amazonense a qualidade de vida justa e necessária”, disse.

Ele defendeu a união dos Estados porque, segundo ele, só assim a Amazônia Legal ficará forte e unida para superar adversidades e compartilhar experiências para construir uma região que tenha a importância que merece no cenário nacional.

Outro desafio a ser superado, que exigirá um plano integrado dos estados da Amazônia com o Governo Federal e os países vizinhos, segundo ele, é segurança das fronteiras contra o tráfico de drogas, armas e contra a biopirataria. Segundo o governador, o Amazonas se transformou no maior corredor de entrada de drogas no Brasil. “É preciso uma intervenção urgente neste sentido”, afirmou.

O governador ressaltou que os recursos naturais da Amazônia precisam ser melhor aproveitados para a garantia do desenvolvimento socioeconômico das comunidades indígenas e ribeirinhas.

“Temos na Amazônia Legal as maiores reservas de nióbio, potássio e ouro e não podemos explorar por causa de entraves de leis federais que, em muitos casos, prejudicam as famílias ribeirinhas e indígenas que precisam de oportunidade de desenvolvimento social e econômico. Portanto, venho solicitar apoio nessa luta para juntos, como Amazônia Legal, possamos ver mais avanços”, destacou o governador David Almeida.

Carta de Cuiabá

David Almeida assinou a “Carta de Cuiabá”, com os demais governadores dos nove estados que compõem a Amazônia Legal, firmando o compromisso com as demandas de interesse comum na área de segurança, meio ambiente e comunicação.

Antes da reunião do fórum, o governador esteve junto com os demais participantes no município de Lucas do Rio Verde, a 360 km de Cuiabá, para acompanhar, ao lado do presidente Michel Temer, o lançamento da colheita de algodão e inauguração da primeira usina exclusiva para produção de etanol de milho e derivados do país.

Com informações da Secretaria de Comunicação do Governo do Estado 

Fotos: Joel Arthus