Fábio Monteiro determina a promotores que acionem a Justiça para imediato bloqueio de contas de prefeituras do interior


O procurador geral de Justiça do Estado, Fábio Monteiro, disse ao Radar em entrevista pelo telefone que determinou aos promotores do Ministério Público (MPE-AM) nas comarcas do interior do Estado que ingressem, de imediato, com ações na Justiça para bloqueio das contas de prefeituras que não pagaram os salários de seus servidores.

Essa foi a posição manifestada pelo procurador geral ao ser questionado sobre as providências que o MPE iria tomar diante de vários protestos em cidades do interior por causa do não pagamento de salários por parte das prefeituras. “O bloqueio das contas tem destinação exclusiva para pagamento de salários em atraso dos funcionários dessas prefeituras”, explicou o procurador geral.

Fábio Monteiro disse que o contato do Radar “veio bem a calhar” já que, segundo ele, momentos antes recebeu informações de um dos promotores do MPE do interior sobre protesto de servidores .

Fábio Monteiro lembrou de reunião realizada com gestores de cidades do interior do estado, com a presença também de prefeitos eleitos, no dia 18 de novembro, onde todos eles foram comunicados das diversas denúncias feitas ao MPE de irregularidades cometidas por prefeituras do interior, entre elas demissões em massa e atraso no pagamento de salário de seus servidores.

“Naquela ocasião avisamos que não era uma caça às bruxas, mas tudo estava sendo monitorado pelos promotores de Justiça. Quem não se enquadrou vai ter que arcar com a responsabilidade de seus atos”. (Any Margareth)