Gestor da Seduc que coordenou crianças durante visita do governador a Coari é acusado de abusar sexualmente de meninos dentro da escola


Diretor pedófilo

Desde o dia 11 de abril, já são sete as denúncias feitas ao Conselho Tutelar do município de Coari por pais de alunos de que seus filhos menores de idade foram abusados sexualmente pelo gestor da Escola estadual Prefeito Alexandre Montoril/GM3,  Joaci Castro (ver foto com círculo em volta do rosto). O gestor fugiu do município desde o dia 15 de abril, logo após começarem as primeiras denúncias contra ele. Os meninos contam que teriam sido obrigados a manter relações sexuais com o diretor da escola, dentro do prédio. As primeiras informações captadas pelo repórter-Radar sobre Joaci Castro, nesta quarta-feira (23), dão conta de que ele foi para Coari, no ano passado, na atual administração de Adail Pinheiro, chancelado pela Coordenadora Regional da Seduc em Coari, Marilene Andrade (ver foto com seta indicando), que também o escolheu para a direção do GM3. Joaci castro é paraense e fazia parte dos quadros da Seduc em Manaus.

O gestor acusado de abusar sexualmente dos meninos aparece junto com outros gestores e com a Coordenadora Regional, nessa foto oficial com timbre da Seduc, no grupo do Facebook Seduc/Coari, imagem registrada no dia da visita do governador Omar Aziz ao município para implantar o Ronda no Bairro, no dia 26 de março, em comitiva que estavam os deputados federais Sabino Castelo Branco e Átila Lins – naquele dia do ele (Adail) vai voltar, lembram? -, deputados estaduais, a então presidente do Fundo de Promoção Social do Estado,primeira-dama, Nejmi Aziz, e o então vice-governador do Estado, José Melo.

Joaci Castro foi um dos diretores de escola que, logicamente, com a total conivência da Coordenadora Regional da Seduc, se achou no direito de retirar as crianças das salas de aula, e levá-las para as ruas sob a alegação de saudar o governador do Estado. O Radar descobriu que o grupo de alunos “orientados” pelo dito gestor foi um dos que gritavam: “Solta Adail”. O Radar trará, nas próximas horas, mais detalhes que estão sendo apurados pelo repórter-Radar em Coari sobre mais essas denúncias de abuso sexual de crianças e adolescentes no município – para nossa tristeza e revolta. (Any Margareth)