Irmãos de 16 e 18 anos são mortos durante cumprimento de mandado de prisão pelo Grupo Fera em Coari


IMG-20140318-WA0000

Rafael

Os irmãos Tom e Rafael, garotos de apenas 16 e 18 anos, mas com uma longa ficha corrida de prisões por assalto a mão armada e assassinatos foram mortos a tiros ontem, no rio Solimões, próximo a comunidade São João da Boca, no lago do Mamiá, em um barco de pesca quando fugiam do município de Coari. Junto com eles, foi morto o piloto do barco, conhecido por Neto, que tinha sido pago para levá-los a outro município. Eles foram abordados por um barco onde estavam policiais do Grupo Fera, que cumpriam mandado de prisão expedido pela Justiça em Coari, após serem acusados de mais um assalto à mão armada. A vítima está em estado grave em Manaus. Os policiais contam que os dois irmãos teriam reagido à prisão e trocaram tiros com a polícia.

IMG-20140318-WA0001

Tom

Eles ainda foram levados para o Hospital de Coari, mas já chegaram mortos. Entre as acusações contra Tom e Rafael pesa ainda a morte de um guarda municipal, no ano passado, que provocou revolta na cidade. Segundo fontes do Radar em Coari, os irmãos Tom e Rafael já tinham sido presos várias vezes, mas acabavam sendo liberados pela pouca idade. Assim que a notícia foi dada de que eles tinham sido levados para o Hospital de Coari, uma multidão de curiosos se concentrou em frente a unidade de saúde e, numa atitude compreensível já que tiveram parentes que foram vítimas dos dois irmãos, chegaram a comemorar a morte dos rapazes. Mas, não há como não ver também uma cena triste em tanta juventude desperdiçada pela violência e o ódio. (Any Margareth)

IMG-20140318-WA0004

Uma multidão esteve em frente ao Hospital de Coari