José Ricardo e Sinésio defendem a construção do 1º Hospital do Idoso


O candidato ao Governo do Estado pelo PT, José Ricardo, e seu vice, Sinésio Campos, voltaram a afirmar que está crítica a situação da saúde pública no Estado, com enormes filas virtuais para atendimentos médicos, realização de exames e cirurgias, por conta de um sistema de regulação (Sisreg) que não funciona. Isso sem falar na falta de equipamentos e de medicamentos em muitas unidades de saúde, na falta de enfermeiros e técnicos e até de médicos especialistas, principalmente, em municípios do interior. Para eles, esse caos na saúde é fruto de desgovernos de um mesmo grupo político que se reveza no Governo do Estado há mais de 35 anos e que quer voltar nesta eleição suplementar.

“Com o orçamento que o Estado tem daria para melhorar a saúde. Mas os recursos acabam indo para a vala da corrupção. Somente na Operação Maus Caminhos foram revelados desvios de mais de R$ 112 milhões nessa área, durante o Governo Melo, que foi cassado por compra de votos. Isso tem de acabar. Precisamos pensar o Amazonas para o futuro e temos um plano emergencial para esse próximo mandato de um ano e três meses. No nosso Governo iremos combater a corrupção e dar transparência ao dinheiro público. Quando não se desvia, sobram mais recursos para os investimentos prioritários”, declarou José Ricardo, durante o minicomício que fez hoje pela manhã (17) ao lado do Terminal 1, na Constantino Nery, Centro.

Além de fazer auditoria em todos os contratos na saúde, dar mais velocidade na Central de Regulação, com o Sisregweb, ampliar os mutirões em procedimentos médicos, como ainda ofertar especialidades nos hospitais de referência, com implantação de leitos de UTI nessas unidades, José Ricardo e Sinésio irão fortalecer o Instituto da Mulher, para atender situações que envolvem a média e a alta complexidade, além de ampliar o atendimento nas maternidades; garantir a implementação integral da Lei de Humanização nas maternidades; construir o 1º Hospital de Referência da Saúde do Idoso da Região Norte; ampliar o atendimento no Centro de Reabilitação em Dependência Química; e realizar parcerias com entidades da sociedade civil que desempenham trabalhos voltados ao atendimento nessa área.

E mais: defendem a ampliação dos cursos de saúde (medicina, enfermagem, e odontologia) da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), com a implantação de projetos pilotos para outros municípios; e a implantação da UEA de Portas Abertas, garantindo que a universidade possa realizar a interação com os municípios e a comunidade, com vistas à promoção da saúde e o desenvolvimento de tecnologias voltadas para o desenvolvimento local. “Para isso, também iremos garantir que cem por cento dos recursos do Fundo da UEA sejam destinados à própria instituição. Hoje, parte desses valores vai para outras finalidades, deixando essa importante universidade com a preocupante situação atual, com risco de ‘fechar as portas”.

Foto: Divulgação

Assessoria de Comunicação

Esta matéria é de total responsabilidade do candidato

Agenda: (18/07)

5h50 – Panfletagem em porta de fábrica do Distrito Industrial;

7h – Panfletagem no Zumbi 2, Zona Leste;

8h – Minicomício, Panfletagem e Bandeiraço no Campos Elíseos;

10h30 – Gravação de Entrevista ao Portal do Holanda;

12h – Minicomício, Panfletagem e Bandeiraço ao lado do T1;

14h – Gravação de programa de TV, Rádio e Internet;

16h – Minicomício na Compensa 3 – Rua Belo Horizonte com São João;

16h  Bandeiraço e Panfletagem no João Paulo 2 – Av.Itaúba com a Av.Mirra;

19h30 – Reunião com Lideranças da Compensa.