Luiz Castro denuncia mais uma "armação" contra ele desta vez nas redes sociais


DEP-LUIZ-CASTRO-RS-4O deputado Luiz Castro disse que continua sendo alvo de acusações infames por parte daqueles que se sentem incomodados com a sua luta contra a corrupção e os crimes de pedofilia, que destroem a vida de crianças e adolescentes no Amazonas. Desta vez, uma acusação anônima nas redes sociais, imputa a Luiz Castro um crime que ele não cometeu.

A assessoria jurídica do deputado Luiz Castro já tomou as medidas cabíveis junto 12º DIP para identificar e punir os responsáveis por esse crime cibernético. Na segunda-feira, será iniciado inquérito policial para apurar a origem da calúnia veiculada pela ferramenta whatsapp.
O objetivo agora, é desqualificar a atuação de Luiz Castro no combate à pedofilia, e impedir a sua participação na composição da CPI, que ele propôs para investigar a exploração sexual de crianças e adolescentes no Amazonas.
Luiz Castro nunca se envolveu nesse tipo de delito, nem responde a processos na Justiça. Ao longo de sua vida pública como prefeito de Envira por dois mandatos, como diretor-presidente do Icoti, ou como titular da Sepror no período de 2003/2004, e como deputado estadual em quarto mandato, suas contas foram aprovadas integralmente, sem qualquer restrição.
A tentativa de associar o deputado a um sogro, condenado por pedofilia, não o compromete, uma vez que em nenhum momento ele intercedeu em favor do réu, que se encontra cumprindo pena domiciliar no município de Eirunepé.
O deputado atribui as calunias, intimidações e chantagens, à sua atuação contra o desvio de dinheiro público e ao combate aos crimes de pedofilia, praticados sobretudo por agentes públicos.  Chegaram ao absurdo de acusá-lo de responsável por um acidente com morte em Manaus, numa data em que ele se encontrava em Brasília.
As mentiras e farsas foram desmontadas pelo deputado com documentos periciais da Polícia Civil e testemunhas fidedignas, e desta vez não será diferente.
Luiz Castro reafirma que o seu mandato parlamentar está comprometido com o movimento social de combate à corrupção e à violência sexual contra crianças e adolescência, e que continuará lutando contra a impunidade a esses crimes que envolvem pessoas poderosas do Estado do Amazonas.