Movimentos sociais fazem ato público em frente ao TJAM cobrando celeridade da Justiça


Manifestação-no-TJ-2Integrantes de entidades dos Movimentos Sociais da sociedade, fizeram nesta quinta-feira (23) um Ato Publico em frente ao Tribunal de Justiça para cobrar  celeridade da Justiça nos julgamentos de processos que há anos aguardam decisão do TJAM. Processos como por exemplo, a venda da Cosama, delegados aprovados em concurso do Estado, água e taxa de esgoto, invasão de terras do Prosamim, o aumento do número de desembargadores, indenização do Heberson Oliveira – que contraiu Aids por ter sido vítima de violência sexual enquanto esteve preso injustamente por estupro -, superfaturamento das obras da ALE-AM, e o caso Adail Pinheiro, que foi noticiário nacional, entre outros. Israel Dourado, do Movimento SOS Encontro das Águas, disse ao Radar que os movimentos sociais estão unidos para cobrar uma resposta rápida da Justiça para a garantia de direitos individuais e coletivos.

Manifestação-no-TJ-1