Obras irregulares representam 30,5% do total de notificações nos primeiros sete meses do ano


O Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) já realizou, de janeiro a julho deste ano, 514 notificações só relacionadas a obras irregulares na cidade de Manaus, de um total 1.684 registros, o que representa 30,5%. Até o dia 31 de julho, as construções sem licença, que são recordistas em ações, ocupando o primeiro lugar, também resultaram em 318 embargos, 56 interdições, 2 demolições administrativas e 2 autos de apreensão de materiais.

Entre os casos embargados está o de uma obra sem projeto, sem licenciamento e sem alvará de construção, localizada entre a rua rio Madeira com a rua Acre, no conjunto Vieiralves, zona Centro-Sul, que desde que foi denunciada, em maio, já foi multada quatro vezes e teve dois autos de apreensão. Localizada em uma via movimentada, a construção irregular chama atenção e a fiscalização do Implurb tem atuado para manutenção da ordem e da legislação urbana, mesmo com o proprietário ignorando as ações e não atendendo às notificações e embargos.

A fiscalização é rotina do instituto para buscar o controle urbano da cidade, e diariamente equipes estão nas ruas.

Disk Ordem

O Disk Ordem é o canal de comunicação para o cidadão ajudar a cuidar da cidade e fazer suas reclamações e denúncias quanto a irregularidades. A central conta com serviço de atendentes, que se revezam nos horários de manhã e tarde, funcionando de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h. O Disk-Ordem também possui um canal pela Internet, onde o cidadão pode enviar sua reclamação para o e-mail diskordem.implurb@pmm.am.gov.br