Pesquisa aponta aumento de até 108% no valor dos ovos de Páscoa


ovos de páscoaA 12 dias da Páscoa, a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC-Aleam) realizou uma pesquisa em cinco supermercados de Manaus e constatou um aumento de até 108% no valor dos ovos de Páscoa, em relação ao mesmo período do ano passado.

Realizada na última semana, a pesquisa avaliou produtos de quatro marcas Lacta, Garoto, Nestlé e Arcor nos supermercados Carrefour, DB, Veneza, Nova Era e Atack.

A maior variação entre o valor dos ovos, de 108,24%, foi encontrada na venda do ovo Diamante Negro nº 20, da Lacta. De acordo com o levantamento, em 2013 o produto foi comercializado a R$ 18,20 e, neste ano no mesmo supermercado (DB), não poderá ser adquirido por menos de R$ 37,90. Já o Diamante Negro nº 15, teve o preço reajustado em 65% no Nova Era, em relação à Páscoa passada. Se em 2013 o item poderia ser adquirido por R$ 15,69, este ano não sairá por menos de R$ 25,89.

Ainda em comparação com os valores praticados no ano passado, o consumidor podia comprar no Veneza o Serenata nº 20, da Garoto, por R$ 25,80. Mas na Páscoa deste ano, terá de desembolsar 41,43% a mais no supermercado do Parque Dez para levar o mesmo produto para casa, por R$ 36,49.

Variação entre supermercados  

Mas as diferenças de valores não param por aí. Para garantir que a Páscoa não altere o orçamento familiar, o consumidor terá de usar da “velha e boa pesquisa”. Isso porque, entre os cinco estabelecimentos visitados pela CDC-Aleam, também foram constatadas algumas variações que podem “pesar” no bolso.

Quem quiser presentear alguém com um Galak nº 15, da Lacta, é bom ficar atento, pois o valor do ovo apresentou uma diferença de preço de 15,49%. O mesmo produto pode ser encontrado a R$ 19,89 (Nova Era) e a R$ 22,97 (Veneza).

Outro ovo da Lacta também apresentou variação de preço. O Bis nº 15 é comercializado a R$ 24,05, no Atack, enquanto no Carrefour, é vendido R$ 25,89. Isto é, 7,65% mais caro.

Já a menor variação foi encontrada no preço do ovo Crunch nº 15: 0,31%. De acordo com a CDC-Aleam, o item é vendido a R$ 22,90 em dois supermercados (DB e Carrefour) e a R$ 22,97 no Veneza.

“A pesquisa foi realizada para servir de base aos consumidores, uma vez que neste período da Páscoa é comum encontrar grandes diferenças de preços de um mesmo produto em locais diferentes. Mas de posse desse levantamento, o consumidor poderá buscar o local que oferece preços mais em conta”, ressaltou o presidente da CDC-Aleam, deputado estadual Marcos Rotta (PMDB).

Dicas

Além disso, afirmou Rotta, o consumidor deve ficar atento quanto às marcas e aos brindes, uma vez que isso influencia bastante no preço e também na qualidadedo produto. “O consumidor deve evitar o que está na moda. Ovos com motivos de desenho são os mais caros e para não cair em tentação a melhor saída é adquirir produtos simples, sem marcas famosas. Além disso, é ficar atentar quanto ao selo do Inmetro e à faixa etária do item, no caso daqueles que vêm com brindes”, alertou Rotta.

Rotta afirmou ainda que, na maioria das vezes, para evitar grandes gastos, os consumidores também podem optar pelas caixas de chocolates variados e também pelas barras de chocolate. “Substituir os ovos pelas caixas e barras de chocolate é uma boa opção para quem pretende economizar nesta Páscoa”, orientou o parlamentar.