Radar Amazônico

Cidades

Programa Educações oferece 5,5 mil bolsas de graduação em Manaus

bolsa ensino

O Programa Educações abre, nesta quinta-feira (18), inscrições eletrônicas ofertando 5.500 bolsas de estudo de até 50% do valor das mensalidades para cursos de nível superior, graduação e tecnológicos, em Manaus. As vagas irão beneficiar estudantes com renda familiar per capita de até três salários mínimos.

Os candidatos podem se inscrever por meio do portal www.educacoes.com.br no período de 18 a 28 de julho. Até o momento, as Instituições Universidade Nilton Lins, Faculdade Martha Falcão e Instituto de Ensino Superior Materdei já enviaram vagas para o certame de 2013/2. Novas faculdades ainda podem se credenciar até o final deste processo seletivo.

Iniciado em janeiro de 2013, o programa Educações já conta com cerca de 1.000 beneficiários, consolidando parceria com instituições privadas de ensino superior, as quais concedem bolsas de estudo para cursos de graduação, pós-graduação, idiomas, supletivos e educação profissional. Estão previstos, para as próximas seleções, benefícios para o ensino fundamental, médio e cursos livres.

Para o presidente do Educações, professor Rony Siqueira, o programa busca promover a inclusão educacional de pessoas em Manaus que ainda não tiveram acesso a cursos de nível superior. “Nosso trabalho teve origem com criação de centros culturais nos bairros de Manaus e, no poder público, tive a honra de estar à frente, desde o primeiro momento, da criação e gestão técnica do Programa Bolsa Universidade, que concedeu mais de 50.000 benefícios. Agora, na iniciativa privada, criamos o Educações”, disse.

Processo

Rony Siqueira explica que, para concorrer às bolsas de graduação, os candidatos devem fazer a inscrição eletrônica no portal do programa – www.educacoes.com.br, prestar no vestibular em instituição parceira do Educações (ver datas de agendamento junto às IES), e após aprovação em vestibular, deve procurar um posto de atendimento do Programa Educações, localizado na própria faculdade para a qual concorre ao benefício.

Poderá o candidato apresentar nota obtida no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), para o devido ingresso na faculdade, respeitadas as normas da instituição de ensino para a qual for concorrer. Informações adicionais podem ser obtidas através do e-mailcontato@educacoes.com.br  e nas próprias IES parceiras. 

Para os estudantes iniciantes ou não matriculados, o professor Rony Siqueira informa que é preciso possuir renda familiar per capita de até três salários mínimos, para os benefícios de 50%. Benefícios de menor percentual poderão ser ofertados. “Se uma família possui quatro membros na mesma residência (e, apenas uma pessoa trabalha, com ganhos de R$2.000,00, então deve dividir esta renda (total) pelo número de membros, o que daria uma renda familiar per capita de R$500”, explicou.

Siqueira também informa que a classificação priorizará candidatos com menor renda familiar per capita e maior nota de admissão na IES, podendo ser utilizada a nota do ENEM. Em caso de empate, prevalecerá o candidato com maior idade.

Tagged , , ,

Responder

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Google+