Radar pergunta: “O governador vai cumprir as emendas? E o relator do Orçamento responde: “Tem dinheiro dá pra cumprir!”


Em entrevista coletiva à imprensa (ouvir áudio), o relator do projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, o presidente da Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), deputado Adjuto Afonso (PDT), falou sobre o Orçamento do Estado de R$ 14,6 bilhões para o ano que vem e as emendas impositivas apresentadas pelos deputados destinando recursos para diversas áreas, mas principalmente para setores como saúde e educação.

Esse foi o primeiro Orçamento impositivo votado no Poder Legislativo Estadual após os deputados aprovarem uma Lei onde torna-se obrigatório por parte do Governo – seja ele qual for, tá gente? –  o cumprimento de emendas ao Orçamento do Estado destinando recursos para o que consideram prioritário na administração pública.

Mas, uma dúvida ficou fazendo barulho aqui no nosso Radar: será que, mesmo sendo Lei, o Governo de Melo vai cumprir com o que está determinado nas emendas impositivas. Com a palavra, o relator do Orçamento, deputado Adjuto Afonso. (Any Margareth)