SSP classifica como “rumores” mensagens sobre greve na PM e ameaça “responsabilizar criminalmente” autores


vital-pmChegou ao Radar, na tarde desta quinta-feira (24), “Nota de Esclarecimento” da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP/AM) desmentindo qualquer possibilidade de greve na Polícia Militar do Estado, assim como fazem acreditar mensagens que chegaram ao Radar, através do Whatsapp e de e-mails, onde policiais militares mobilizam seus companheiros de corporação para o “aquartelamento” (ficarem reclusos nos quartéis sem irem para as ruas fazer policiamento), no dia 1 de Maio, Dia do Trabalhador. O Radar publicou matéria sobre a ocorrência dessas mensagens e o teor preocupante desses textos com frases do tipo “a cidade vai virar um caos completo” e “infelizmente a população terá que arcar com esse prejuízo”. Segundo o secretário de segurança do Estado, coronel PM, Paulo Roberto Vital, as mensagens não passam de “rumores apócrifos que não têm outra finalidade senão a de promover clima de intranquilidade no cidadão”.

“Ao mesmo tempo em que mantém o senhor Governador do estado informado da situação, busca identificar a procedência de tais noticiais e responsabilizar criminalmente seus autores, se for o caso”, diz o secretário. Ele afirma que “nunca antes na história do Amazonas um governo dedicou tamanha atenção às necessidades do policial civil e militar” e descarta totalmente a possibilidade de greve, mas ao tempo manda recado aos grevistas: Contudo, se ainda assim houver quem entenda em seguir o caminho da perturbação da ordem e da paz social, também ciente fica de que responderá na forma da lei por seus atos. (Any Margareth)