Testemunha do “Caso Adail” deixa sua casa após atentando a bala e ameaças de morte


IMG-20140220-WA0008O membro do Conselho de Cidadãos de Coari, Raione Queiróz, deixou sua casa no bairro Santa Efigênia, Residencial Rebeca, mesmo bairro onde fica a residência do prefeito Adail Pinheiro e se mudou para endereço sigiloso, segundo informaram neste sábado (8) fontes do Radar em Coari. Raione Queiróz denunciou ao promotor de Justiça do Ministério Público do Estado (MPE) em Coari, Felipe da Cunha Fish, no dia 18 de fevereiro e deu depoimento a CPI da Câmara Federal que teria ocorrido um atentado a bala contra a sua residência quando estava havendo uma reunião dos membros do Conselho de Cidadãos. Foram entregues fotos da bala e da cadeira atingida por um dos tiros onde estava sentado um dos participantes da reunião. O projétil foi entregue a polícia para ajudar nas investigações. Raione explicou a amigos que continuaria sofrendo ameaças de morte e por isso estaria deixando sua casa. O Conselho de Cidadãos de Coari é uma das instituições representativas de movimentos populares no município que tem organizado manifestações contra o prefeito por causa das denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes.