“Vocês puniram o povo do Amazonas”, diz David Almeida sobre o bloqueio de contas do Governo (ver vídeo)


O governador David Almeida destacou que a ação do governador eleito, Amazonino Mendes, de pedir do Tribunal de Contas do Estado (TCE) o bloqueio de contas do governo, afetou os municípios de Parintins, Itacoatiara, Manacapuru, Tapauá, Uarini, Maraã, Anori, Benjamim Constant, Autazes e Tabatinga.

“Nós estávamos com os processos licitatórios na fase final para dar a ordem de serviço na nossa administração. Foi isso que o Amazonino impediu, infelizmente. Iriamos asfaltar as cidades, mas isso não vai ocorrer”, disse, ao ressaltar que o governo tem R$ 411 milhões em caixa para esses serviços.

De acordo com David Almeida, a medida cautelar do TCE, não afeta a ele, mas sim ao povo amazonense. Apesar da decisão, ele se diz tranquilo e garante que os professores vão receber o abono salarial e que o 13º salário também está garantido para os servidores públicos.

“O Estado continua trabalhando, funcionando. Os pagamentos continuarão acontecendo, os fornecedores continuarão executando os serviços e o Estado continuará pagando”, disse o governador.