13° salário deve injetar R$ 1,63 bilhão na economia do Amazonas

A economia do Amazonas deverá receber nos próximos meses, cerca de R$ 1,63 bilhão referente ao pagamento do 13° salário. No Estado, 587,7 mil trabalhadores têm direito ao benefício. Em todo o país, o dinheiro extra no fim de ano deve movimentar R$ 221,2 bilhões. Os dados são do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

De acordo com o Dieese, dos 587,7 mil trabalhadores do Amazonas, os empregados do setor de serviços, incluindo a administração pública ficam com 62,3%; da indústria, com 18% e o comércio com 15,8%. Além da construção civil (3,1%) e os beneficiários da agropecuária (0,7%).

O valor médio pago em forma de 13º no Estado em 2018 é inferior ao que foi no ano passado, que chegou a cifra de R$ 2,1 bilhões.

Em todo o país, devem ser injetados na economia mais de R$ 211,2 bilhões, com o pagamento do 13º salário. Este montante representa aproximadamente 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do país e será pago aos trabalhadores do mercado formal, inclusive os empregados domésticos; aos beneficiários da Previdência Social e aposentados e beneficiários de pensão da União e dos estados e municípios.

Ainda segundo o Diesse, cerca de 84,5 milhões de brasileiros serão beneficiados com um rendimento adicional, em média, de R$ 2.320.