22% das cidades brasileiras estão em risco para surto de Aedes aegypti

Segundo o Ministério da Saúde, 22% dos municípios brasileiros (1153) possuem alto índice de presença do mosquito Aedes aegypti e, portanto, têm maior risco de surto de dengue, zika e chikungunya. Os dados utilizados no levantamento foram coletados entre janeiro e 15 de março de 2018.

De acordo com o estudo divulgado nesta sexta-feira (8) pelo G1, outros 2.069 municípios estão em alerta, incluindo duas capitais: Cuiabá (MT) e Rio Branco (AC).

Ainda entre as capitais, apenas São Paulo (SP), João Pessoa (PB) e Aracaju (SE) tiveram índice satisfatório. Boa Vista (RR), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Florianópolis (SC) e Campo Grande (MS) não enviaram informações.

O levantamento é feito periodicamente pelo Ministério da Saúde para monitorar o mosquito e planejar ações de intervenção. Confira a lista com a situação de cada município brasileiro divulgada pela pasta.

Fonte: Notícias ao Minuto