Anúncio Advertisement

Mais de 5 mil denúncias do cidadão chegam ao Disque 181 em oito meses

disk-denuncia

 

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) anunciou neste domingo (20) que o telefone gratuito do Disque-Denúncia 181 recebeu, de janeiro a agosto deste ano, 5.033 ligações. Dessas, 3.909 denunciaram o tráfico e consumo de drogas, segundo o balanço feito pela gerência do serviço, a cargo da Secretaria-Adjunta de Inteligência (Seai). A média é de 20 ligações por dia, superando o registrado no mesmo período do ano passado, quando foram recebidas 4.010 ligações.

 A partir de março deste ano, a SSP-AM ampliou e facilitou o acesso da população ao sistema de denúncias com a oferta do serviço pela internet. Acessando o site da secretaria (www.ssp.am.gov.br), o cidadão procura o link do “Fale Conosco” e lá preenche um formulário para enviar sua denúncia diretamente para a central do Disque 181 ou para o e-mail do secretário de Segurança Pública.

Para o secretário de Segurança Pública do Amazonas, coronel PM Paulo Roberto Vital, as ligações para o Disque 181 são contribuição importante para as investigações da polícia. Além disso, explica ele, a denúncia que chega com riqueza de detalhes logo recebe a ação da Força-Tarefa da SSP, um grupo de policiais civis e militares que atua sob as ordens diretas do secretário. “Levamos em consideração todas as ligações que recebemos, e isso nos ajuda muito a apurar corrupção de menores, roubos e furtos, localizar foragidos da Justiça e, principalmente, combater o tráfico de drogas”, afirmou o coronel.

Vital ressalta que esse crescimento no número de chamadas para o 181 é prova maior do aumento da confiança da população no trabalho da polícia. “Muito dos nossos resultados positivos a partir de 2011 vem dessa participação cidadã. Vários bandidos estão na cadeia porque a população sabe que não precisa se identificar quando liga para o 181. E no site, o e-mail cai diretamente na minha caixa de mensagens. Assim, garantimos o sigilo absoluto das informações e o denunciante não precisa se preocupar com sua segurança”, disse o secretário.

A aproximação da polícia com as comunidades depois que o programa Ronda no Bairro começou a atuar em todos os bairros de Manaus também colaborou para o aumento das denúncias. Vital considera que agora o policial está facilmente ao alcance do cidadão. Não precisa nem que ele vá a uma delegacia para denunciar um problema que está acontecendo na comunidade. “Um grande exemplo disso é o crescimento das denúncias de estupro e de violência doméstica. Isso é comum nas visitas comunitárias que os policiais fazem durante a ronda que fazem diariamente. Nos ajuda bastante”, destacou o secretário.

Os resultados obtidos pelas equipes da Força-Tarefa da SSP também refletem a importância de o cidadão participar do esforço de combater a violência e a criminalidade. Neste ano, de acordo com os dados da SSP-AM, 77,5% das denúncias são de tráfico de entorpecentes. Em seguida vêm as informações sobre foragidos de presídios, com 408 ligações (8%). Totalizam 14% as ligações sobre quadrilhas, violência doméstica, corrupção de menores, roubos e furtos e maus tratos.