A batalha dos vices e a guerra no “exército” de David

As informações que chegaram ao Radar dão conta que teria sido deflagrada uma guerra no “exército” do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), tudo isso por causa da indicação de um vice para a chapa do governador Wilson Lima (União Brasil), candidato à reeleição ao governo do Amazonas.

Quem teria feito o primeiro movimento de “guerra” teria sido o aliado de todas as horas do prefeito David Almeida, seu ex-secretário de Limpeza Pública e companheiro de partido (Avante), Sabá Reis depois que de sentir preterido na disputa para ser o indicado a vice de Wilson Lima.

Sabá Reis já era apontado, tanto pelos correligionários do prefeito quanto do governador, como escolha praticamente certa de David Almeida para vice de Wilson Lima. Mas também é visto com olhares de desconfiança por figuras influentes em ambos os grupos.

Mas, segundo a fonte do Radar, algo aconteceu para David Almeida mudar de ideia sobre a escolha de Sabá Reis para vice – tem gente falando que foi medo de possível pernada em 2026 quando David pretende ser candidato ao governo do Estado.

 O vice, agora preferido por David Almeida, seria seu ex-chefe da Casa Civil, Tadeu de Souza Silva, que ocupou o cargo de Procurador-Geral do Estado, durante seu mandato interino no governo do Amazonas. Seu nome, inclusive, teria sido assunto em pauta na conversa entre David e Wilson, nessa segunda-feira (25).

E essa notícia teria corrido mais que rastilho de pólvora e chegado lá nos ouvidos de Sabá Reis, que resolveu minar a estratégia eleitoral de David. Usando como arma seus anos e anos de PL, partido comandado no Estado pelo ex-prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento, de quem é amigo pessoal, e o fato de ter trazido o PL para o arco de aliança do prefeito, Sabá Reis, implodiu a sólida união de grupo que David Almeida alardeava que tinha.

A bomba é que o PL mandou recado: ou o prefeito David Almeida apoia o candidato do partido, no caso Coronel Menezes, para o senado, ou não está mais com David. E o PL ainda consegue detonar o apoio do presidente Bolsonaro a Wilson Lima.

Mas acontece que David Almeida já tinha alardeado aos quatro cantos que não estaria nas trincheiras do coronel Menezes nem morto. David tocou trombetas e anunciou em alto e bom som que seu candidato ao Senado Federal é Chico Preto.

Agora é esperar o resultado desse bombardeio em cima de David que vinha se sentido o “general” na batalha eleitoral.