A bronca é contigo Wilson!

blank

Não sei ao certo quem disse, mas nunca foi tão condizente com a realidade falar que a gente sabe como começa um impeachment, mas não sabe como termina. Afinal, o impeachment é um processo político e, como todo processo político, não se atém apenas as coisas meramente técnicas, mas também está afeito à pressão de toda ordem, principalmente a pressão popular.

No caso do processo e impeachment do governador do Amazonas, o ex-apresentador de programa de TV, Wilson Lima, como ele mesmo dizia, a bronca agora é com ele.

A comissão processante está montada e começa a trabalhar nessa próxima semana. O que dizem, é que Wilson Lima tem se mostrado tranquilo e animado para quem o rodeia, principalmente após a eleição de dois membros da sua bancada de apoio como presidente (Alessandra Campêlo) e relator (Dr. Gomes) da comissão processante.

Porém, Wilson esquece ou não sabe, que essa é apenas uma pequena vitória numa batalha longa e cansativa que vai começar. Afinal, a comissão processante é formada por 17 parlamentares, pessoas com opiniões diferentes e histórias de vida distintas.

E ainda tem a questão do grito que vem das ruas. Esse é o principal fator em todo processo de impeachment. Esse é o grito que não quer calar no caso de Wilson Lima, onde creio eu que nunca se viu tamanho grito de rejeição contra um governador quanto o de agora.

E o que poderá abafar o grito que vem da rua? Só o tempo dirá! A única certeza que se pode ter nesse momento é que a sorte está lançada e que a bronca com Wilson Lima está apenas começando.