A estratégia de Wilson Lima para não levar mais um “esculacho”, dessa vez em Parintins (ver vídeo)

Foto: Radar Amazônico

O governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil) traçou uma estratégia – essa deu certo! – pra não levar mais um daqueles esculachos repleto de vaias retumbantes e xingamentos, alguns inclusive impublicáveis, desta vez durante a abertura do Festival Folclórico de Parintins.

Wilson se resumiu em fazer uma aparição acanhada, sem muitas pavulagens, como dizem os parintinenses. Nada de entrada com pompa e ciscunstância! Diferente de festivais anteriores e de como era anunciada a presença de outros governadores, em alto e bom som, que era pra ecoar na arena dos bumbás, nem se ouviu o mesmo anúncio feito sobre a presença do governador Wilson Lima, como a evitar que depois do anúncio houvesse uma sonora vaia, como tem acontecido em todos os eventos publicos onde o governador tem comparecido

Quando Wilson foi visto no Bumbódromo já estava quase no final da apresentação do Boi Garantido que foi o primeiro bumbá a se apresentar na primeira noite do 55º Festival Folclórico de Parintins (a 369 km de Manaus). Nem o prefeito de Manaus e nem o presidente Bolsonaro estavam na primeira noite de festival. Quem sabe isso não aconteça nesta segunda noite de festival dos bumbás.

Wilson Lima (UB), assistiu o evento ao lado de sua esposa e seus ex-chefe e ex-colegas de trabalho da TV A Crítica – emissora que, inclusive, além de receber verba pública que já chega a R$ 3,5 milhões para fazer a transmissão, também criou um aplicativo para cobrar por câmeras exclusivas na arena-. Desta vez, o governador, que é conhecido por suas dancinhas e cantorias, passou despercebido pelo público.

O governador permanece na cidade de Parintins, e conforme informações que chegaram ao Radar, neste domingo (26), é o aniversário dele. Segundo fontes do Radar, está sendo preparada uma grande festa, mas ninguém sabe ou não quer dizer onde é.

Cabucão substituído por 4

E na tentativa de amenizar a insatisfação da população do Amazonas e, princilpamente, da população de Parintins pelo afastamento do humorista parintinense Thiago Caldeira, mais conhecido como Cabucão Abdias, que apresentava há anos o festival, os marketeiros do governador decidiram que a apresentação da festa do bumbás ia ser feita não só por um apresentador mais por quatro, dois de Manaus e dois de Parintins: Suellen Gonzaga. Leandro Ribeiro, Neto Santa e Juliano Santana (Preto Velho), estes dois últimos de Parintins.

O Cabucão Abdias deve estar exultante – se eu fosse ele estaria – afinal precisou de quatro pra substituí-lo.