A estratégia do “bem” e do “mal” em mais uma eleição. Será que cola?

Essa não é a primeira história de agressão em uma eleição no Amazonas. Em 2014, teve a denúncia de que em Maraã, durante carreata, um rapaz que estava tirando fotos teria sido agredido pelo “truculento e autoritário” candidato a governador Eduardo Braga. Se aconteceu ou não a agressão, nunca consegui saber ao certo! Mas, o resultado é que a “turma do mal” foi vencida pelo “bondoso e humilde velhinho”, definição dada pelos blogs, sites e portais que apoiavam o então governador e candidato a reeleição, José Melo.

Mas, antes deste episódio, teve aquilo que ficou conhecido como “A farsa do Ovo”, que aconteceu nas eleições de 2012. A então senadora e candidata a prefeita, Vanessa Grazziotin teria sofrido uma agressão, durante sua chegada a uma emissora de TV local para um debate com o também candidato, Arthur Neto. Mas até hoje não se sabe se o que atingiu a testa da candidata, porque primeiro era um ovo e depois virou cuspe e num se sabe quem foi o autor da tal agressão.

Agora, nas coxias de mais um debate eleitoral, longe das câmeras, mais uma denúncia de agressão, desta vez do candidato Amazonino Mendes contra David Almeida que teria agredido verbalmente o ex-governador e teria ameaçado agir com violência contra membros da comitiva de Amazonino, entre eles o marketeiro que vem lá do Rio Grande do Sul, Marcos Martinelli, e é figurinha repetida nas campanhas políticas no Amazonas.

Já as pessoas que estavam com o candidato David Almeida, durante e após o debate, dizem que seu único erro foi cair numa armadilha do adversário. Ele teria sido xingado de tudo que é jeito e revidou fazendo o mesmo, ficando ainda mais irritado ao ver que estava sendo gravado, quando isso é proibido no local de debates eleitorais.

Mas, tem algumas coisas batucando aqui na minha cabeça sobre esse caso. Primeiramente, será que o marketeiro de Amazonino é “vidente” pra saber que David Almeida ia cometer um desatino e por isso já estava com o celular pronto para gravar – isso faz até a gente lembrar do candidato que no primeiro turno levou fotógrafo durante ocorrência de um assalto a ônibus, né mesmo? E depois, vocês num acham que é muito esquisito um áudio em que se ouve apenas David Almeida xingando e dizendo que vai dar porrada no marketeiro, sem mostrar o que aconteceu antes, como se David tivesse surtado do nada, sem motivo algum? Será que um candidato que está a frente nas pesquisas, no caso David Almeida, ia se surtar sem ter sido provocado, na última semana da campanha eleitoral? E será que vai colar a estratégia do marketeiro de Amazonino de que David é alguém da “turma do mal” atacando a “turma do bondoso e humilde” candidato do bem? Isso só o povo dirá, no domingo!