“A hora é de darmos as mãos, não é de termos inimigos. É hora de procurar o melhor para o povo do Amazonas”, disse Omar Aziz em debate da Rede Tiradentes

O senador e candidato a governador do Amazonas, Omar Aziz (PSD), disse, durante debate da Rede Tiradentes, na manhã desta segunda-feira (3/9), que o momento no qual o Amazonas vive é preciso de união para construção de um Estado com mais oportunidades. “A hora é de darmos as mãos. Não é de termos inimigos, adversários. É a hora de procurar o melhor par ao povo”, disse Omar.

O candidato ressaltou também que não é hora de brincar com o futuro do Estado. “Tenho experiência e quero voltar a fazer mais. Inovando com novas tecnologias para que a gente faça do Amazonas o potencial que ele merece ser feito. Que ele seja respeitado do ponto de vista ecológico e tambémhomens e mulheres que constroem esse Estado”, acrescentou.

Durante o debate, Omar falou da implantação do Ronda Total que irá atuará no combate ao crime organizado repressivamente e também na prevenção. Além disso, destacou que quando foi governador, entre 2010 e 2014, implantou o Plano de Cargos Carreira e Remuneração dos professores, além da data-base que era paga em dia. Em relação ao investimento em educação superior, o governo de Omar construiu 10 núcleos da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) no interior do Estado, além de ter contribuído com o processo de democratização da universidade.

“Implementei as eleições diretas para diretores e reitor da UEA. Democratizamos a UEA dando o direito aos alunos, técnicos-administrativos e professores de escolherem seus diretores e o Reitor. Isso valoriza a categoria”, completou.

SAÚDE

Omar disse durante o debate que irá construir um laboratório de exames clínicos e de imagem onde fica hoje o Hospital Eduardo Ribeiro para otimizar os atendimentos de saúde e construir Serviços de Pronto Atendimento na capital e no interior do Estado. “Com isso nós iremos dar mais agilidade, detectar antes o problema do paciente. Também iremos investir na construção serviços de pronto atendimento em Manaus e no Interior para que a gente possa dar agilidade ao tratamento dentário e atenção básica para crianças, que é uma grande dificuldade que nós temos hoje”, finalizou.

Fotos: Alex Pazuello