“A Meghan Markle não era tão encantadora como parecia”, diz especialista

Getty

Continuam a surgir informações controversas sobre o período em que Meghan Markle viveu no Palácio de Kensington, logo após ter casado com o príncipe Harry, em maio de 2018.

No novo documentário televisivo ‘Harry & William: What Went Wrong?’ [‘Harry e William: O que correu mal’ em português], a biógrafa real Penny Junor já tinha revelado que os problemas com a duquesa de Sussex surgiram logo nos primeiros dias.

“Comecei a ouvir histórias más desde o início de que a Meghan estava irritando as pessoas”, disse Penny.

Mas agora acrescentou: “Ela não era tão encantadora como parecia”. Penny dá assim a entender que Meghan sempre procurou manter as aparências.

Por outro lado, o também biógrafo real Robert Lacey revelou que o príncipe William, irmão de Harry, sentiu que Meghan Markle tinha uma agenda desde o princípio, querendo assim realizar os planos que tinha feito.

Atualmente, está acontecendo uma investigação independente, iniciada pelo palácio, na sequência de denúncias de bullying que foram feitas contra Meghan por parte de ex-empregados da família real.