Anúncio

Abrigo do Coroado vai acolher 200 venezuelanos em Manaus

Após reforma do antigo abrigo do Coroado, na zona Leste, cerca de 200 venezuelanos serão acolhidos pela Prefeitura de Manaus no espaço, que foi devolvido ao município por meio da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), na última sexta-feira (3). A reestruturação do local cumpre o estabelecido pelo Plano de Interiorização do Governo Federal.

Entre as adequações estão a montagem de divisórias para separação de quartos, instalação de cozinha industrial e ventiladores. Agora, a Semmasdh inicia a complementação, que envolvem a implantação de uma lavanderia e a construção de um tablado para que sejam instaladas tendas. Beliches, colchões e armários deverão ser levados para o abrigo a partir da próxima semana. A expectativa é que até o fim de agosto o espaço já esteja completamente concluído e apto a receber imigrantes.

Atualmente, a Semmasdh atende 384 venezuelanos em duas casas de acolhimento, sendo 253 indígenas warao e 80 criollos (não indígenas) no abrigo Alfredo Nascimento, zona Norte, e 51 indígenas warao no abrigo Tarumã, Centro.

Processo Seletivo

O Plano estabelecido pela Prefeitura também envolve a contratação de corpo técnico, por meio de Processo Seletivo. Serão assistentes sociais, psicólogos, tradutores, auxiliares administrativos e antropólogo. Os profissionais irão atuar nas três casas de acolhimento. O Edital será publicado no Diário Oficial do Município (DOM), ainda nesta semana.