“Ação constrange o país e merece repúdio”, diz Serafim Corrêa sobre motociata de Bolsonaro

Foto: Divulgação

A “motociata” realizada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem Partido), no último domingo (23), foi criticada pelo deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) durante discurso na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) na manhã desta terça-feira (25). Ele afirma que a ação constrange o país e merece repúdio.

Para ele, a trágica marca de 450 mil mortes de brasileiros causadas pela Covid-19 alcançada nessa segunda-feira (24), é o resultado de um governo que permanece na contramão da ciência e ignora a compra de vacinas.

“É lamentável que tenhamos chegado a essa marca que em termos absolutos é a segunda maior no mundo. O Brasil fez tudo errado, negou a pandemia, disse não à vacina, demorou para comprar a vacina,  enveredou pelo caminho da cloroquina, que é ineficaz. E veja o absurdo: quando as medidas são uso de máscara, uso de álcool em gel, distanciamento social, o presidente da República, acompanhado do ex-ministro Pazuello, promovem um ato político gerando aglomeração, então devo repudiar essa postura, isso constrange o país”, disse Serafim durante discurso na manhã de hoje.

Serafim lembrou que a secretária do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como “capitã cloroquina”, que depõe nesta terça na CPI da Covid, do Senado, também merece repúdio.

“Quando nós precisávamos de oxigênio, ela veio a Manaus e disse que aqui o nosso problema é que nós não estávamos fazendo o uso do tratamento precoce com cloroquina, o que é um absurdo. O resultado foi que em janeiro, fevereiro, março, abril, nós tivemos milhares de mortes, nós tivemos a crise do oxigênio, nós tivemos perdas de familiares, de amigos”, disse Serafim.

“Então quero aqui repudiar a postura do presidente Bolsonaro, do general Pazuello, repudiar a postura dessa capitã cloroquina, que tem feito tudo errado e induzido milhões de brasileiros ao erro de achar que com cloroquina estarão cuidando de sua saúde em relação ao coronavírus”, concluiu.

Vacinação contra Covid

O deputado Serafim Corrêa fez ainda um apelo para que a política de divisão de doses de vacina contra Covid entre Manaus e os municípios do interior do Amazonas seja repensada.

“O Amazonas precisa gerenciar melhor as doses de vacina. Manaus já recebeu 750 mil doses, aplicou 620 mil doses. E o interior recebeu 1,250 milhão e aplicou 500 mil, tem um estoque de 750 mil. É preciso dar um apoio às prefeituras do interior para que elas acelerem essa vacinação e é preciso nas próximas divisões que mais doses sejam destinadas a Manaus, enquanto o interior aplica aquelas que já têm em estoque”, defendeu o deputado.

(*) Informações da assessoria