Acesso à internet pública exige que aluno assista a publicidade do governo Bolsonaro

Foto: Valter Lima

A internet banda larga chegou às escolas da zona rural do município de Santa Filomena, no interior do Piauí, mas professores, estudantes e moradores precisam assistir a uma propaganda de 30 segundos sobre programas sociais do governo Jair Bolsonaro a cada vez que acessam a rede. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, a peça publicitária é uma imposição aos beneficiários do Wi-fi Brasil, projeto do Conecta Brasil. Se o usuário precisar entrar na internet cinco vezes no dia, ele terá de assistir a propaganda cinco vezes. Se demorar para usar, a rede desconecta e tem de assistir de novo.

O único aplicativo que abre sem a publicidade é o WhatsApp. “Para usar o Google e o Caixa Tem, a gente assiste ao vídeo”, afirmou a estudante Gabriela Silva, de 14 anos, do 9.º ano da Escola Municipal Anita Studer, no povoado de Sete Lagoas.

Segundo estimativas do Ministério das Comunicações, pelo menos 26 milhões de brasileiros passaram a ter acesso à banda larga pelo Conecta Brasil. O programa tem um custo previsto de R$ 2,7 bilhões. Deste montante, R$ 2,46 bilhões serão alocados no Norte e no Nordeste, onde é maior a carência de internet.