Ações de orientação e testagem rápida para Sífilis são intensificadas

A programação da campanha de combate à Sífilis continua  durante toda esta semana, com ações de orientação e testagem rápida na Fundação Alfredo da Matta (Fuam), escolas estaduais e no Centro de Manaus. A campanha da Secretaria Estadual de Saúde (Susam), organizada pela Coordenação de IST/AIDS e Hepatites Virais, tem como tema central este ano “Transmitindo Amor, Eliminando a Sífilis”. Além de Manaus, todos os municípios do interior estão realizando atividades de conscientização sobre a importância da prevenção à doença e oferta de testes rápidos, preservativos e folders informativos.

Durante todo o mês devem ser distribuídos em Manaus e nos 61 municípios do interior 1,6 milhão de preservativos e 86 mil folders. Nesta terça-feira (17) até sexta-feira (20), na Fuam, no Bairro Cachoeirinha, zona Sul da capital, serão distribuídos material informativo e preservativos. Na quarta-feira (18), de 8h às 15h, haverá intensificação da oferta de testes rápidos de Sífilis, no Laboratório da unidade.

A Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais, que atua vinculada à Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), e o Fórum OSC realizarão blitzen educativas em escolas do estado. Nesta terça (17), as visitas serão nas escolas Adelaide Tavares de Macedo, de 8h às 11h, e Melo e Póvoas, de 14h às 16h. Na quarta-feira (18), será a vez das escolas Josué Claudio de Souza, de 8h às 11h e Júlio Cezar de Moraes Passos, de 14h às 16h. Quinta-feira (19), de 8h às 11h, a programação encerra na Escola Inspetora Ducineia Varela Moura.

Na quinta-feira (19) e sexta-feira (20), o ônibus itinerante da Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais estará estacionado na avenida Epaminondas, em frente ao Colégio Militar de Manaus (CMM), de 9h às 15h, com disponibilidade de oferta de  600 testes rápidos, sendo 300 de Sífilis e 300 de HIV. No local, serão distribuídos preservativos e folders informativos.

A programação continua no dia 23 até 25, com blitzen informativas, às 16h, nas Maternidades Ana Braga, Dona Lindu e Balbina Mestrinho. Dia 28, o grupo Karitó estará na feira da Manaus Moderna, distribuindo preservativos e folders.

Campanha tem foco específico

O Ministério da Saúde através do Departamento de IST/Aids e Hepatites Virais estabeleceu que a campanha deste ano tem como foco as gestantes e seus parceiros. O objetivo é sensibilizá-los para a realização do teste de Sífilis no inicio da gestação e também incentivar o parceiro a fazer o exame, evitando assim a reinfecção.

Segundo o Ministério da Saúde, no ano de 2015, o número total de casos notificados de Sífilis Adquirida no Brasil foi de 65.878. No mesmo período, a taxa de detecção foi de 42,7 casos por 100 mil habitantes e a maioria em homens, 136.835 (60,1%). No período de 2010 a 2016, foi registrado um total de 227.663 casos de Sífilis Adquirida.

Dados apontam que em gestantes, no ano de 2015, a taxa de detecção da Sífilis foi de 11,2 casos a cada 1.000 nascidos vivos, considerando o total de 33.365 casos da doença. Com relação à Sífilis Congênita em bebês, em 2015, foram notificados 19.228 casos da doença, uma taxa de incidência de 6,5 por 1.000 nascidos vivos. De 1998 a junho de 2016, foram notificados 142.961 casos em menores de um ano.

De acordo com o diretor presidente da Fuam, o médico Helder Cavalcante, o número de caos da Sífilis aumenta a cada ano. Ele alerta para a importância do uso de preservativo em todas as relações sexuais, para evitar esta doença e seus agravos.

Na fundação, no ano de 2016, foram realizados 8.984 testes rápidos para Sífilis e notificados 687 casos em adultos (excluídas as gestantes), representando 17,9% do total dos casos notificados no Estado e 22,8% dos casos notificados na cidade de Manaus.

Dos casos notificados, segundo gênero, 482 (70,1%) eram do sexo masculino e 205 (29,9%) do sexo feminino. Em relação à faixa etária os números foram os seguintes: na faixa de 20 – 24 anos (24,7%); 15 – 19 anos (16,1%) e 25 – 29 anos (15,9%). Em gestantes (alvo da campanha), nos últimos 08 anos, foram notificadas 46 gestantes com Sífilis e no ano de 2016 foram notificados 07 casos.

FOTO – DIVULGAÇÃO / SECOM