Ações do programa ‘Amazonas Mais Seguro’, de R$ 280 milhões, serão fiscalizadas pelo MPAM

O programa ‘Amazonas Mais Seguro’ foi anunciado por Wilson Lima (União Brasil) em julho de 2021

amazonas mais seguro mpam

Foto: Diego Peres/ Secom

Com investimento de R$ 280 milhões, o governador Wilson Lima (União Brasil) lançou, em julho de 2021, o programa ‘Amazonas Mais Seguro’ para reforçar as ações de segurança para diminuir os índices de violência no Estado. Pensando nisso, o Ministério Público do Estado (MPAM) instaurou um procedimento administrativo para fiscalizar a implementação do programa. O procedimento foi publicado no Diário Oficial do MPAM — ver ao final da matéria — e assinado pelo promotor de Justiça, João Gaspar Rodrigues.

Inicialmente, o governador Wilson Lima disse que o programa iria colocar 500 câmeras inteligentes, além da capacitação dos operadores para o monitoramento e a criação de uma equipe policial especializada para coordenar investigações. A previsão para o programa ser implementado era setembro de 2021. Apesar do alto investimento, a população amazonense não viu o resultado esperado do ‘Amazonas Mais Seguro’.

Em fevereiro deste ano, o Radar Amazônico trouxe a informação que, ao invés da presença dos policiais nas ruas, foram colocados cavaletes com brasão da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) escrito “Aqui tem Seg (segurança)”, e do outro com a logomarca do programa em estabelecimentos comerciais, fazendo assim uma propaganda do Governo do Estado.

Vale ressaltar que, de acordo com um levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o número de assassinatos no Brasil caiu 7% no ano de 2021 com relação a 2020, enquanto isso, o Amazonas foi o Estado que mais registrou mortes em 2021, tendo aumento de 54%.

Sem respostas

O Radar Amazônico entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) solicitando um posicionamento a respeito do procedimento instaurado pelo MPAM e o número de ações do ‘Amazonas Mais Seguro’. A reportagem aguarda resposta.

Diário Oficial