Anúncio Advertisement

Adaf lança campanha de vacinação contra febre aftosa

A Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) lança, nesta sexta-feira (15), a campanha de vacinação “Amazonas sem febre aftosa”, que inicialmente alcançará o rebanho de bovinos e búfalos de 41 municípios da calha do rio Amazonas. O lançamento será feito no município de Autazes (a 113 quilômetros de Manaus).

A campanha de vacinação nos municípios da calha do rio Amazonas acontece no período de 15 de março a 30 de abril e de 15 de julho a 31 de agosto. Nos 21 municípios restantes, o calendário de vacinação ocorre nos meses de maio a novembro.

No lançamento da campanha haverá, na Agrofazenda Paiva, localizada Estrada AZ-1, Km 01, em Autazes, a aplicação de vacina contra a febre aftosa, palestras para produtores rurais sobre crédito rural, ministrada pelo Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), órgão de assistência técnica do Sistema Sepror e uma apresentação sobre regularização das queijarias do município.

Autazes atualmente conta com mais de 80 mil cabeças de gado e aproximadamente 800 criadores de bovídeos, de acordo com dados da Adaf. Conhecida como a terra do leite, a cidade possui oito indústrias de laticínios cadastradas no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) e 86 estão em processo de legalização, a maioria de queijo. Em Autazes, a produção de queijo e manteiga é de dois mil quilos por ano. Já a produção de iorgute e bebida láctea é de aproximadamente 70 mil litros ao ano.

Vacina

A vacina poderá ser adquirida em casas agropecuárias credenciadas pela Adaf ou nos escritórios do Idam, ao preço de R$ 1,90 a R$ 2,10 por dose. De acordo com a Adaf, para esta campanha, a dose da vacina contra a febre aftosa foi reduzida de 5 ml para 2 ml em bovinos e bubalinos, por meio da Instrução Normativa, de nº 11 (IN), do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), do dia 11 de janeiro de 2018, publicada no Diário Oficial da União (DOU).

No Amazonas, no entanto, nos municípios em que o Idam comercializará a vacina será ainda a de 5 ml. Nos municípios que as vacinas serão adquiridas em casas agropecuárias, o produtor poderá adquirir a nova vacina de 2 ml.

Quem não vacina e não notifica está passível a penalidades como a multa. Não pode, ainda, retirar Guia de Trânsito Anima (GTA) – documento obrigatório para o trânsito de animal dentro e fora do Estado -, não pode participar de eventos pecuários e tão pouco transportar os animais para comercialização. No Amazonas, a multa é de R$ 40,00 por cabeça de gado não imunizado além de mais R$300,00 por propriedade e pagamento dos custos de deslocamento para Adaf realizar a vacinação.

Com informações da Adaf.