Adail Filho e sua irmã, vice-prefeita, tiram seguidas licenças dos cargos com aprovação da Câmara de Coari

Ao que tudo indica o prefeito de Coari, Adail Filho (PP), e sua irmã, a vice-prefeita, Mayara Pinheiro, ainda não estão muito afim de assumir os cargos para os quais foram eleitos. A prova é que tão logo tomaram posse os dois pediram afastamento de dezoito dias para ficarem fora do município para tratar de assuntos particulares. E após esse período, está publicado no Diário Oficial dos Municípios, nova autorização, devidamente concedida concedida pelos vereadores da Câmara de Coari, entre eles, mais dois membros da clã do ex-prefeito Adail Pinheiro, os vereadores Keitton Pinheiro (sobrinho de Adail) e a vereadora Jeany Pinheiro (irmã de Adail). Desta vez, a vice-prefeita, Mayara Pinheiro, vai ficar nada mais, nada menos, que quarenta e três dias de licença, ou seja, mais de dois meses sem trabalhar. (publicação no Diário Oficial no final da matéria).

De acordo com o despacho a “Senhora Doutora Mayara Monique Figueiredo Pinheiro (fica) licenciada temporariamente das atividades de vice-prefeita no período de 30.01.2017 a 14.03.2017, com a finalidade de concluir a residência médica em dermatologia (…) em Manaus”, o texto diz ainda que a “doutora” não receberá salário de vice-prefeita durante a licença- será meu povo? Uma fonte do Radar lá de Coari disse que a cidade não está acreditando muito nessa história de licença sem receber.

“Somadas as duas licenças a vice-prefeita vai ficar 61 (sessenta e um dia) dias, mais de dois meses, fora de Coari. Isso é inacreditável. Vamos torcer pra que ela realmente não esteja recebendo sem trabalhar e que quando se formar que venha pra Coari ajudar na área médica onde o município sofre com a falta de médicos”, disse um morador de Coari que prefere ficar quieto, né meu povo. Afinal vocês sabem como são as coisas pelas barrancas do interior para quem critica prefeitos, parentes e aderentes! (Any Margareth)