Administração do Porto de Manaus diz que plataforma afundou devido às tampas de vedação das boias serem roubadas

Foto: Divulgação

O Porto de Manaus informou que o acidente com a plataforma que afundou foi devido as tampas de vedação terem sido roubadas e causou todo o susto em quem estava no local no momento do acidente na tarde da sexta-feira (17).

Segundo a nota, há indícios de sabotagem no flutuante do Cais das Torres (também conhecido como Porto do Rodway).

Câmeras de segurança devem ser periciadas para identificar os responsáveis. A ocorrência segue em investigação.

Nos vídeos que viralizaram nas redes sociais, a plataforma afunda lentamente, enquanto caminhoneiros e estivadores que estavam no local saem rápido. Minutos depois, o trecho da plataforma se parte e afunda no Rio Negro.

“Um prejuízo enorme para Manaus, o porto da cidade, construído em 1907, afundou”, lamentou Belisário Arce, diretor-executivo da PanAmazônia.

Confira:

“O Porto de Manaus informa que há indícios de sabotagem nas bóias do flutuante das torres. Foi verificado que as tampas de vedação das boias foram roubadas. Em mais um ano de cheia histórica na capital, duas ou mais linhas de boias se desprenderam devido à pressão da água por baixo contra o peso de caminhões e cargas por cima. Fato ocasionado pelo furto das tampas. A situação foi notada durante operação no final da tarde desta sexta-feira (17/06), por volta das 17h15, no momento em que o flutuante estava adernando”.

A nota também informa que não houve feridos nem danos materiais ou ambientais causados pelo acidente. As operações no flutuante das torres estão temporariamente paralisadas.

Ainda conforme as informações, a Equipe de Manutenção da Empresa de Revitalização do Porto de Manaus S/A já está trabalhando no local para retirar os módulos danificados da água. Ela também está em contato com as autoridades para apurar os fatos e restaurar a área o mais rápido possível.