Advogado nomeado pela "CPI da Pedofilia" da Câmara Federal para atuar no Amazonas assume cargo de Controlador-Geral do município de Coari

IMG-20150818-WA0027

Segundo ele próprio, sua missão será manter a regularidade dos contratos, licitações e admissão de pessoal da Prefeitura de Coari. Ele assume a recém-criada pelo prefeito Raimundo Magalhães, Secretaria Extraordinária de Controle Interno da Administração Pública Municipal. Ele é Fábio Tavares Amorim, escolhido para exercer o cargo de Controlador-Geral do Município.

Fábio Tavares Amorim é bacharel em direito e pós-graduando em direito processual constitucional, processual civil, processual criminal e trabalhista pela PUC/Minas, ex-advogado, tendo sido Vice-Presidente e co-fundador da Comissão de Defesa da Liberdade de Expressão da OAB/AM, ex- assessor do Deputado Estadual Luiz Castro, e atualmente é servidor efetivo do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas.

Entre as causas que atuou, destaca ter sido advogado nomeado pela Comissão Parlamentar de Inquérito da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, instalada na Câmara Federal, para atuar no Estado do Amazonas; e a Ação Direta de Inconstitucionalidade que discute o aumento das vagas de desembargadores no TJAM.

Fábio Tavares explica, em texto enviado aos veículos de comunicação, que a Secretaria terá como função a realização de auditorias nos contratos, licitações e atos de admissão de pessoal, funcionando como órgão consultivo do Prefeito Raimundo Magalhaes, imprimindo mais transparência, efetividade e controle sobre os gastos e receitas da Prefeitura.

“A Gestão do Prefeito Raimundo Magalhaes tem zelado pela coisa pública. Em Coari não há mais espaço para confusão do patrimônio público com o particular. Se em outras gestões este fato era rotineiro, atualmente é inconcebível”, ressaltou o Controlador-Geral do Município.

Em Brasília

E por falar em prefeito Raimundo Magalhães, ele não se fez de rogado – sinônimo de fazer pose de prefeito do município com (ainda) maior arrecadação do interior do Amazonas – e diante da redução cada vez maior de repasses de tributos estaduais e federais foi lá pras bandas de Brasília e apelou para os parlamentares federais do nosso Estado para que incluam emendas ao Orçamento que resultem em investimentos em Coari.

Magalhães se disse preocupado com investimentos que devem ser feitos no município, como por exemplo, recuperar moradias, escolas e até prédios públicos que foram destruídos pela enchente, assim como desenvolver atividades esportivas no município para tirar os jovens da ociosidade que os leva para as drogas. Magalhães quer, por exemplo, que Coari volte a ter um estádio de futebol para a criação de torneios que possam envolver inclusive os municípios vizinhos. O estádio que já existiu foi destruído pelo ex-prefeito Adail Pinheiro para a construção de um cemitério – como a gente não resiste a um trocadilho, um negócio desse é a morte, né mesmo, gente?

Ele pôde contar com a costumeira sensibilidade das parlamentares do Amazonas no Congresso, como a deputada federal Conceição Sampaio e as senadoras Vanessa Grazziotin e Sandra Braga que não só intermediaram visitas a ministérios para falar sobre projetos a serem implantados em Coari, como  assumiram o compromisso de apresentar emendas ao Orçamento de 2016 para investimentos em Coari. (Any Margareth)

IMG-20150818-WA0030

IMG-20150818-WA0014