Agressores de Henri Castelli responderão por lesão corporal grave, afirma delegado

Quem

Os agressores do ator Henri Castelli, que contou nesta segunda-feira (11) ter fraturado a mandíbula após ser agredido em Alagoas no fim do ano passado, já foram identificados pela polícia e serão indiciados pelo crime de lesão corporal grave. A informação foi confirmada à Quem nesta terça-feira (12) pelo delegado Fabrício Lima do Nascimento, responsável pela Delegacia de Barra de São Miguel, município localizado no litoral de Alagoas, onde o crime aconteceu.

De acordo com o delegado, as agressões teriam acontecido na madrugada de 29 para 30 de dezembro do ano passado na Stella Marina, onde acontecia uma festa. Ele contou que no total, quatro agressores foram identificados e ouvidos, mas apenas um deles confessou a agressão contra o ator, mas disse que se tratou de um revide.

“Há duas versões para o ocorrido: a da vítima (o ator) e a que os autores apresentaram. Os autores disseram que houve uma discussão antes (da agressão). Comprovadamente só uma  pessoa assumiu. Estamos individualizando o caso. O outro autor foi quem primeiro discutiu com a vítima (o ator) e, durante a discussão, soube por um amigo que teria havido agressão verbal a ele por parte da vítima e, por isso, ele teria revidado. A vítima teria tentado agredi-lo fisicamente e o outro autor antecipou a agresão, eles acabaram entrando em briga e tudo aconteceu. O autor que assumiu a agressão (a Henri Castelli) afirmou que teria levado um murro da vítima e por isso revidou. Já a versão da vítima da vítima (o ator) é a que ela não sabe qual foi o motivo da agressão. Ela estava com a cabeça baixa, mexendo no telefone e não sabe quem a agrediu nem o porquê”, contou o delegado, explicando que é proibido de divulgar nomes e fotos dos autores.