Água, ar e terra: Brasil e EUA têm segurança reforçada em Manaus

Segurança Manaus jogos 2

Navio da marinha faz o patrulhamento em área próxima ao hotel em Manaus (Foto: Cíntia Barlem)

Segurança Manaus jogos 1O ritmo é olímpico. Delegações dos times de futebol da Suécia masculino e seleções femininas de Estados Unidos, Colômbia, Brasil e África do Sul dividem o mesmo hotel em Manaus, onde têm na terça-feira os últimos jogos da primeira fase dos Jogos. A segurança é reforçada com 600 homens envolvidos em toda proteção às equipes – há barcos da Marinha na área em frente, raio-x na entrada e oficiais em cada entrada. A seleção americana tem ainda um reforço especial. Agentes do país ocupam também áreas do local. Questionado se os policiais dos EUA têm autonomia de atuação, o Coronel Comandante do Primeiro Bis, Alexandre Passos, diz que para estarem integrados os oficiais precisaram ter autorização do governo. Há ainda uma troca constante de informações.

– Os agentes americanos todos são apresentados para nós, todos têm autorização do governo, todos fazem intercâmbio com a gente. Ou seja, há uma troca de informações. Ele passa as informações que possui e nós passamos a nossa. Tudo para que proporcione segurança – afirmou .

Sobre novas medidas depois da chegada da delegação americana, o Coronel Comandante do Primeiro Bis afirmou que não houve aumento do nível da segurança. O que intensificada foi a troca de informações com o setor de inteligência. De acordo com o oficial, ao menor indício de conduta suspeita, malas e bolsas podem ser abertas para revista. Ele reforça que o procedimento foi apenas intensificado com a chegada das norte-americanas.

– Não. Mesma coisa. Tem um agente. É um procedimento padrão deles. É um serviço de segurança diplomática que eles têm. O fato dos Estados Unidos estarem aqui nós não colocamos nenhuma medida de segurança nova. Do início até a chegada dos Estados Unidos, os procedimentos de segurança foram os mesmos. Agora, a inteligência é que nos alimenta com informações. A gente tem níveis. A segurança é a mesma, mas eu posso me permitir revistar malas e bolsas aleatoriamente ou de todo mundo. Quem determina é a inteligência. A inteligência fala para nós: “Temos indícios e vamos revistar as malas de todo mundo”. Então, pela inteligência, a gente passou a revistar de todo mundo. Até mesmo, acho, antes dos Estados Unidos, a gente fez isso.

O hotel localizado em Ponta Negra tem capacidade de 610 quartos. Atualmente, mesmo com todas as delegações, não está na metade do seu nível de lotação. Cada seleção tem uma sala separada para as refeições do dia. Com isso, raramente se cruzam no saguão do hotel, pois os horários de alimentação são diferentes. O Brasil treina nesta segunda a partir de 17h (18h, horário de Brasília). Na terça, encara a África do Sul, às 22h (de Brasília), na última rodada da primeira fase do torneio olímpico de futebol.

Fonte: GE