“Ainda há quem venda seus votos e todos acabam pagando este preço”, disse Luiz Castro no Fórum de Educação

Castro 28

‘Já não basta aprender. É hora de ajudar a escrever a História do Brasil’. Com este lema, o Fórum de Educação do Amazonas (Feam) reuniu-se nesta manhã (28), na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam). O foco do debate foi a mobilização para melhorias na sociedade como um todo.

A importante liderança dos professores e dos movimentos sociais, como os de Direitos Humanos, é fundamental para o processo de mudança, de acordo com o deputado estadual Luiz Castro (Rede).

O parlamentar esteve presente à reunião e assinalou que nós vivemos em um ‘paradoxo de ironias’. Para ele, a população é, ao mesmo tempo, refém e algoz da política hoje praticada no País. “Ainda há quem venda seus votos e todos acabam pagando este preço”, afirmou.

Para Luiz Castro, a sociedade não pode focar somente na área política, e sim nos problemas do Sistema Judiciário e as questões do Poder Executivo. A afirmação foi corroborada pela presidente do Feam, Cecília Souza. A professora ressaltou a necessidade das pessoas terem um questionamento político e responder à pegunta: você apoia ou não a realidade atual?

Para minimizar os efeitos da falta de politização, o professor Alcebíades Oliveira sugeriu elaborar um programa sobre os temas sociais, por hierarquia. “Dessa forma, todos saberiam dos problemas e então poderíamos apontar soluções políticas em prol da sociedade”, salientou.