Além de já ter sido preso e afastado do cargo de prefeito, Iran Lima agora teve prestação de contas reprovada pelo TCE

Iran lima 10 A

O prefeito do município de Boca do Acre que também ocupa o cargo de presidente da Associação de Municípios do Amazonas, Iran Lima, aquele que já foi preso pela Polícia Federal (PF) por pagar a empregada de sua casa com dinheiro do Fundeb e já foi afastado do cargo por ordem judicial por indícios de malversação de recursos públicos, agora teve prestação de contas do ano de 2009 reprovada, na manhã desta terça-feira (12), na reunião do pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM).

De acordo com o conselheiro-relator do processo, Júlio Pinheiro, o fracionamento de despesas em curto espaço de tempo para a contratação de serviços ou compras de mesma natureza foi uma das impropriedades encontradas e que fizeram o gestor receber, entre multa e glosa, o montante de R$ 17 mil. Valor a ser devolvido no prazo de 30 dias.

Também teve contas de 2014 reprovadas pelo pleno do TCE, Emídio Rodrigues Neto, aquele que já foi presidente da Câmara de Coari, prefeito em exercício em 2009 em substituição a Adail Pinheiro cassado e, mesmo tendo sido preso pela Operação Matusalém por desvio de recursos do INSS, foi posto como diretor-presidente do Coariprev pelo mesmo Adail Pinheiro eleito em 2012. Ele permaneceu gerindo os recursos do instituto de previdência de Coari após Adail Pinheiro ter sido preso, no início de 2014, e seu vice, Igson Monteiro assumir a Chefia do Executivo.

E suas contas exatamente desse período foram reprovadas, segundo o TCE, por causa de despesas administrativas que ultrapassaram o limite fixado para taxa de administração de 2%; e o não pagamento dos proventos de aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência do Município de Coari (Coariprev), referente ao mês de dezembro de 2014. O diretor ainda recebeu multa de R$ 13,1 mil.

Prestações aprovadas com ressalvas

Na mesma sessão, foram julgadas regulares com ressalvas as prestações de contas da diretora-geral da Escola de Serviços Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), exercício de 2014, Luiza Maria Bessa Rebelo; do secretário e subsecretário da Semgov, referente ao exercício de 2014, Márcio Lima Noronha e Ramiz Wladimir Braga dos Santos; do ex-presidente da Câmara Municipal de Anori, exercício de 2010, Paulo Moreno Nunes; do chefe do Gabinete Civil da Prefeitura de Manaus, Lourenço dos Santos Pereira Braga, referente ao exercício de 2013; do ex-presidente da Câmara Municipal de Nova Olinda do Norte, exercício 2013, Carlos Rodrigues da Silva; e do presidente da Câmara Municipal de Carauari, José Edinázio Felinto Cândido, referente ao exercício de 2014, porém houve aplicação de multa ao no valor de R$ 2,1 mil, por atraso na remessa do balanço orçamentário e patrimonial e no relatório de gestão fiscal ao TCE.