Alessandra Campêlo volta a defender alunos-soldados da PM

A deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) voltou a defender, nessa quarta-feira (21), na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), os alunos-soldados da Polícia Militar do Amazonas que lutam para serem efetivados na corporação.

Segundo a parlamentar, o problema decorre do imbróglio judicial travado entre os futuros policiais militares e a Procuradoria Geral do Estado (PGE), que recorreu e obteve uma decisão desfavorável aos alunos-soldados.

“Eles ganham na Justiça e a PGE recorre e aconteceu isso novamente. Muitos já pagaram o exame toxicológico, um exame que é caro, e são vários exames que tem que ser feitos. Eles estão em Manaus a duras penas, muitos vieram do interior, outros se desligaram dos seus trabalhos a partir do momento em que ganharam a ação na Justiça e a PGE mais uma vez recorreu e obteve uma decisão desfavorável aos candidatos, impedindo a entrada deles na PM”, explicou a deputada.

Para Alessandra, o sistema de Segurança Pública do Amazonas necessita urgentemente do aumento do efetivo tanto na capital quando no interior.  

“Quero fazer um apelo ao bom senso e à segurança da população. Que esses alunos possam entrar na Polícia Militar, porque eles querem ser  policiais, eles querem ajudar a defender a população e está faltando policiamento nas ruas. Isso não vai impedir a realização de um novo concurso, porque o nosso déficit de pessoal é muito grande. Mesmo chamando essas pessoas ainda sobrará muito mais vagas do que as anunciadas no concurso”, disse Alessandra Campêlo.

Com informações da assessoria da parlamentar.