Alegria pós-carnaval

Alegria de carnaval1 (1)

Ao passar pela Avenida do Samba, deparo-me com tal imagem, três meninos, brincando com canoas improvisada do resto que foi em um carnaval um carro alegórico. O lixo deixado pelas escolas de samba no local virou brinquedo-perigo, afinal o local possui certa correnteza e é fundo, e naquela hora estava chovendo.

O que dizer de tal imagem?

Eles ainda acenam pra mim e dizem – Tia tira outra.

O que fico pensando é o porquê das escolas de samba de Manaus não reaproveitar o seu material, reciclando ou vendendo os restos?

Seria pedir demais?

Todos os anos é só lixo no local, os carros ficam sucateados e abandonados, e milhões de investimentos acabam assim, em igarapés da nossa querida Manaós.

Está na hora das nossas autoridades fazerem algo para mudar essa situação, chega de Pão e Circo, e vamos realmente investir em cultura, Cultura do Samba, e que a mesma retorne em obras para suas comunidades, oficinas de reciclagem e que parem de deixar esse mau exemplo. Para quem já teve o segundo melhor carnaval do Brasil, está na hora de reaprender a tê-lo de forma sustentável.

Fotos e Texto – publicitária e assessora de imprensa, Milena di Castro

Milena é uma profissional talentosa que se “apaixonou” pelo nosso Radar e nos enviou texto e fotos de sua autoria. O Radar também se “apaixonou” por ela e faz questão de dividir esse momento de sensibilidade e visão jornalística de Milena com nossos leitores.