Aliança solidária realiza ações para ajudar povos indígenas durante pandemia

Foto: Reprodução

Uma Aliança solidária formada por instituições e órgãos públicos e empresas do Amazonas, realiza ações para ajudar populações tradicionais e povos indígenas na prevenção contra o coronavírus, tendo em vista que essas pessoas não têm acesso a internet, nem aos serviços públicos e de saúde como as pessoas da área urbana.

A ação é coordenada pela Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em parceria com a Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Fundação de Medicina Tropical (FMT), Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira(Coiab), Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), Prefeituras municipais e Associações locais.

O objetivo da Aliança é disseminar e estimular a adoção de boas práticas para reduzir os riscos de contágio, oferecer produtos básicos para 19 mil famílias (rurais e urbanas) e estabelecer condições mínimas de atendimento remoto e transporte de pacientes graves.

Segundo o Superintendente Geral da FAS, Virgílio Viana, a prioridade é atender essas especificidades de populações tradicionais e povos indígenas que se situam em locais distantes dos centros urbanos e que possuem alta vulnerabilidade do coronavírus.

“Essas populações são as mais vulneráveis por conta da logística desafiadora existente no interior do estado. Se na cidade o sistema de saúde não supre a necessidade, no interior o alcance é irrisório. Se nas cidades o atendimento é muito mais difícil, no interior as distâncias e a falta de acesso à informação fazem com que estas populações estejam ainda mais em risco”, disse.

A vulnerabilidade das populações tradicionais da Amazônia ocorre em decorrência da dificuldade de acesso à informação segura (muitas áreas não possuem escolas, acesso à internet ou ainda, energia elétrica), e o aumento dos casos pode se dar também pelo baixo acesso a água potável para higienização e maior dificuldade logística.

Há risco de migração desordenada das comunidades para as sedes municipais, sobrecarregando os sistemas municipais de saúde, além do risco de pessoas das áreas urbanas migrarem para comunidades isoladas em busca de fugir da contaminação em suas cidades.

Como ajudar

Há várias formas de ajudar a Aliança pelos povos da floresta para enfrentamento ao coronavírus. Pessoas físicas podem fazer doações pelo link www.fas-amazonas.org/covid-19-br, e pessoas jurídicas podem entrar em contato pelo e-mail corona@fas-amazonas.org. Esses apoios podem ser de qualquer espécie, financeiro ou material.

(*) Com informações da assessoria