Amazonas é apontado nacionalmente como Estado com pior aplicação de recursos na educação

Essa foi mais uma daquelas vezes em que se morre de vergonha diante da televisão. O Estado do Amazonas apareceu em um levantamento feito pela Globonews, com base nos dados do Tesouro Nacional, como a unidade da federação que menos aplicou recursos em educação.

A Constituição Federal determina que os Estados têm que investir, em um ano, um mínimo de 25% dos recursos do Orçamento em educação. A Globonews divulgou, nessa terça-feira (24), que 11 Estados descumpriram essa determinação constitucional.

O pior deles foi o Amazonas, em que o governo de Amazonino Mendes, até agosto só tinha investido em educação 17,49%, ou seja, uma aplicação de recursos bem abaixo do percentual mínimo exigido por Lei.

Mas, antes disso, mais precisamente no mês de agosto, o Radar já tinha divulgado alerta do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) sobre possíveis sanções contra o Governo por conta do baixo investimento em educação e valorização dos profissionais do magistério.

E enquanto o governador está mais preocupado em falar de uma tal de indenização pra bandido no horário eleitoral, seu governo nega ás nossas crianças e adolescentes a única coisa que pode fazer um jovem passar longe das cadeias e ter uma garantia de futuro melhor, a educação.