Amazonas é um dos quatro Estados que prestou contas do Fundeb

O deputado Serafim Corrêa (PSB) destacou, nessa terça-feira (12), a regularização em tempo hábil dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O Amazonas foi um dos quatro estados brasileiros que prestou contas da verba federal, referente ao 6º semestre de 2018. 

“No ano de 2018, o governo do Estado gastou 61,25% com professores em sala de aula. E, pela primeira vez, os dados foram apresentados em tempo hábil, o que permite o controle social e que todos possam ter acesso a essas informações, discuti-las, aprofundá-las e ver se tem algo de inconsistência”, destacou o parlamentar.

Segundo os dados apresentados por Serafim, os recursos do Fundeb no ano passado, totalizaram R$ 1.767.571.868,42 bilhão, sendo empenhados R$1.717.619.361,81 bilhão, naquele mesmo ano. Deste total, 36,56% foram gastos com outras despesas. Os números estão no site do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação).

“O Amazonas, juntamente com o Ceará, Bahia e Pará apresentou seus dados. No site do FNDE tem informações da folha de pagamento: quem é o professor, quanto ele recebeu, em que colégio ele está trabalhando e quantas horas ele trabalha. Então, cabe a todo o corpo docente e discente identificar se tem algum professor fantasma, se tem alguém que não é professor e está ali, ou se tem alguém que não está em sala de aula e está recebendo”, orientou.

Segundo o líder do PSB na ALE-AM, o saldo de caixa de R$ 167.117.368,82 milhão já deve ter sido utilizada na folha de pagamento do mês de janeiro deste ano, principalmente para conceder o reajuste de 9,38%, firmado no acordo de greve do ano passado.

Confira tabela com dados do Fundeb:

Com informações da assessoria do deputado.