Amazonas entra na fase amarela, com baixo risco de transmissão da Covid-19

Apesar do risco menor, FVS-RCP alerta para que as medidas preventivas sejam mantidas por todos no Estado

Foto: Divulgação

O Amazonas foi classificado como risco baixo (fase 2 – amarela) a partir do cálculo de risco de transmissibilidade do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Estado, divulgado nessa sexta-feira (08) no Boletim Epidemiológico de Covid-19.

Nos últimos 14 dias (22/09 a 06/10), foi observada redução na média diária de casos confirmados de Covid-19, na taxa de incidência e no número de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados por pacientes com a doença.

A avaliação de risco é calculada pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) conforme metodologia desenvolvida pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), levando em consideração a capacidade do sistema de saúde e a evolução da Covid-19 no Amazonas.

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca que é o cenário é favorável que se deve, principalmente, à vacinação contra Covid-19 no Amazonas. No entanto, as medidas preventivas devem ser mantidas por todos no Estado.

O momento ainda exige cautela e prudência. A vacinação é somada ao uso de máscaras, higiene das mãos e distanciamento social. É importante que continuemos com todos os cuidados para que não haja recrudescimento (avanço em maior intensidade) dos casos”, alerta Tatyana.

Redução

Conforme o boletim epidemiológico, houve redução de 39% no número de leitos de UTI ocupados por pacientes com Covid-19 nos hospitais da rede pública de saúde. Na rede privada de Manaus, a redução foi de 43%. Também houve redução de 37% no número de leitos clínicos, ocupados por pacientes com Covid-19, nos hospitais da rede pública e de 63% na rede privada de Manaus.

Comparando a taxa de internação entre os meses de agosto a setembro de 2021, houve redução, acima de 70%, em todas as faixas etárias, principalmente, abaixo de 20 anos, com redução de 77%.

Já a média móvel diária de óbitos no Estado não sofreu alteração nos últimos 14 dias. Na capital, houve redução de 15% dos óbitos. Os dados são atualizados por data de ocorrência e publicados diariamente pela FVS-RCP.

Não houve óbito registrado em menores de 20 anos em setembro. Nos últimos meses, houve redução da mortalidade na faixa etária de 20 a 59 anos (75%) e nos idosos (82%).

Risco baixo

O Amazonas foi classificado para a fase 2 (amarela) no enfrentamento à pandemia de Covid-19, apresentando risco baixo com pontuação 5. O cálculo é realizado com base em indicadores nos campos de capacidade do sistema de saúde e evolução da epidemia.

(*) Com informações da FVS-RCP