Anúncio Advertisement

Amazonas terá mais de 1,5 mil salas de vacinação contra H1N1

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A campanha de vacinação contra a  Influenza (gripe H1N1) no Amazonas iniciará hoje, a partir das 9h, no Parque Municipal do Idoso, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul de Manaus. Ao todo, 1.535 salas de imunização estarão abertas nos 62 municípios, das quais 183 são em Manaus, destas 153 são da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Em Manaus,  a vacinação acontecerá nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Prefeitura, no Parque do Idoso, na sede da Universidade Aberta da Terceira Idade (UnATI) e nas Centrais de Distribuição do Leite do Meu Filho. Durante a campanha de vacinação, 20 UBSs funcionarão com horário diferenciado e outras dez terão horário ampliado.

Na última terça-feira (19), o governador Wilson Lima, o prefeito Arthur Virgílio Neto e o secretário Nacional de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, ressaltaram a importância da antecipação da campanha de vacinação no Amazonas em decorrência do elevado número de casos registrados no Estado.

“A antecipação da campanha era um pleito antigo e observamos essa sensibilidade do Governo Federal em atender nosso apelo. Conversei com o secretário e ele já nos garantiu esse esforço para que, no ano que vem, nós possamos ter a campanha antecipada para cá, respeitando nosso período de chuvas, que agrava a epidemia. Esse comprometimento me deixou muito satisfeito”, disse o governador Wilson Lima.

Segundo o prefeito Arthur Virgílio Neto, a meta da Semsa é vacinar 90% do público alvo da capital, que é de 455.083.

“Temos a meta ousada de chegar a esse percentual em 15 dias. Esse é o nosso compromisso, em rápida resposta a todo o esforço feito pelo Ministério da Saúde e do próprio ministro Mandetta em antecipar a campanha no Estado. Então, minhas palavras são de agradecimento”, disse Arthur.

Ele informou que serão disponibilizados 681 postos de vacinação em toda as zonas da capital, com 3.040 profissionais de saúde envolvidos. “Serão muitos corações envolvidos nessa grande mobilização contra o vírus H1N1 e não vejo outra forma de fazer isso senão em trabalho conjunto. Vamos mostrar, fortemente, como nosso povo, na capital e interior, é capaz de participar e enfrentar esse problema”, afirmou Arthur Neto.

As unidades de vacina da capital que estarão realizando a vacinação já estão mapeadas no sistema de georreferenciamento da prefeitura e podem ser acessadas no link – http://bit.ly/SalasVacinaInfluenzaMar19

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) também abrirá salas de vacina nos 12 Centros de Atenção Integral à Criança (CAIC) e três Centros de Atenção Integral à Melhor Idade (CAIMI), de 8 às 17h, para seus públicos específicos. No interior, além das UBSs, cada uma das 61 prefeituras definirá suas salas de imunização.

Meta

Em todo o Amazonas, a meta da campanha é imunizar um milhão de pessoas, obedecendo o grupo prioritário determinado pelo Ministério da Saúde. O titular da Secretaria Nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, que está em Manaus para o lançamento da campanha, enfatizou que a vacina é uma estratégia importante, mas não é destinada a evitar a circulação do vírus, mas sim para evitar que casos graves e óbitos ocorram nos grupos prioritários.

“Esses grupos foram estabelecidos com base em estudos. Juntamente com isso é analisada a capacidade de produção, logística e distribuição. Obviamente que, tendo possibilidades, nós faremos a revisão. Temos um grupo técnico que estabelece esses critérios, que são discutidos com a Organização Mundial da Saúde. Temos que reiterar que a vacina não é o único instrumento, nós temos as medidas não farmacológicas que são tão importantes quanto a vacinação”, alertou Wanderson.

O público alvo é formado por crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, profissionais de saúde e educação da rede pública e privada, indígenas, idosos com mais de 60 anos, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis; as portadoras de outras condições clínicas especiais como doença respiratória crônica, doença cardíaca crônica, doença renal crônica, doença hepática crônica, doença neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias (Síndrome de Down, Síndrome de Edward, Síndrome de Patau, Síndrome de Warkany).

Dia D

O “Dia D” de vacinação contra a Influenza será 30 de março, quando acontece uma grande mobilização para a intensificação da campanha, conforme anunciado na última segunda-feira,18/02, durante a reunião extraordinária do Comitê Intersetorial de Enfrentamento à H1N1, composto por órgãos do governo, da Prefeitura de Manaus, Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS- AM), Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD) e órgãos de segurança, que passaram a integrar o colegiado.